Qual país tem o Big Mac mais caro do mundo?

A revista The Economist divulgou o seu famoso estudo Big Mac Index, cujo objetivo é verificar o preço do lanche ao redor do mundo. Veja o ranking dos mais caros e baratos

Por: - 6 meses atrás

Crédito: Shutterstock

O Big Mac Index é um estudo publicado pela The Economist desde 1986 e cuja ideia é verificar o preço do famoso lanche do McDonald’s em diferentes países ao redor do mundo. Este ano, a pesquisa revelou que preço mais alto do sanduíche está na Suíça.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

O motivo para a escolha do lanche é simples: trata-se do sanduíche mais vendido no mundo, com especificações quase idênticas ao redor do mundo e, claro, possui o maior alcance entre os hambúrgueres. O estudo, apesar do aspecto lúdico, ajuda a contextualizar diversos fenômenos econômicos de cada país: inflação, consumo, entre outros indicadores. É o que a The Economist define como Burgerconomics.

De acordo com o levantamento, o lanche suíço alcançou a cifra de US$ 6,62. Hoje, a cotação do dólar estava em R$ 3,87, logo o Big Mac seria o equivalente a R$ 25,59. Em seguida, aparece a Noruega (US$ 5,86) e depois a Suécia (US$ 5,84).

E o Brasil?

Infelizmente, o Brasil ocupa a nona posição e possui o lanche mais caro da América do Sul. O valor é US$ 4,55 ou R$ 17,59.

Evidentemente que o valor é uma média e não estaria considerando, por exemplo, a recente promoção de dois lanches por R$ 14,99 do McDonald’s.

Mas e os lanches mais baratos?

No fim da tabela temos ainda os 10 Big Macs mais baratos do mundo. E a lista tem algumas surpresas.

Segundo o levantamento, o lanche mais barato está na Rússia, com um custo de US$ 1,65. Os nossos vizinhos argentinos também possuem um dos lanches mais baratos do mundo: US$ 2. Veja a lista abaixo:

Os mais caros

Crédito: Statista

 

Os mais baratos

Crédito Statista