Pesquisa aponta que viajar é investimento preferido dos brasileiros

Dados levantados por Instituto mostram detalhes sobre os hábitos dos viajantes com destinos preferidos, acomodações e gastos

Por: - 9 meses atrás

Viajar ainda é o investimento preferido dos brasileiros. Uma pesquisa do KAYAK, plataforma de planejamento de viagens, feita com 1.006 pessoas aponta que 37% deles preferem gastar dinheiro para visitar outros estados e países no mundo. Apesar das viagens liderarem pelo segundo ano consecutivo, o índice caiu de 43% em 2018 para 37% neste ano.

Segundo o levantamento, destinos de praia são os mais cotados para o período de férias, com 67% da preferência dos entrevistados. Já em relação aos gastos em viagens, 43% têm como despesa principal restaurantes e cafés, seguidos por passeios e compras. A culinária estrangeira favorita dos brasileiros é a italiana, com preferência de 43% dos entrevistados. Em segundo lugar, a gastronomia japonesa é a preferida por 11% dos brasileiros participantes da pesquisa.

Hospedagem

Já em relação à acomodação, a maior parte dos brasileiros, cerca de 77%, prefere se hospedar em hotéis. Sobre o valor das diárias, 32% gastas entre R$151 e R$300, em média. Wi-Fi gratuito e café da manhã são itens indispensáveis em uma acomodação para os viajantes entrevistados.

Economia

No planejamento da viagem, 32% dos entrevistados relataram estresse no processo, principalmente na busca por passagens baratas. Encontrar acomodação adequada ao orçamento e de acordo com os gostos dos viajantes é o segundo maior desafio para 42% dos entrevistados.

Sem companhia

Quase metade dos entrevistados pela pesquisa, 49%, já viajaram sozinhos para lazer. Outros 26% nunca experimentaram, mas têm interesse. A faixa etária mais interessada em viajar sozinha é a dos jovens, entre 18 e 22 anos.  A maior motivação para os viajantes solo é a de precisarem de um tempo sozinhos.

Praias são o tipo de destino preferido com 45% dos votos. Tours urbanos e mochilões vêm logo em seguida, com 27% e 19% da preferência dos entrevistados, respectivamente.