Burger King se desculpa por campanha sobre orientais

Vídeo publicado no Instagram da rede social na Nova Zelândia mostrava clientes tentando comer lanches com hashis. Veja a repercussão

Por: - 4 semanas atrás

Burger King se desculpa por campanha

O Burger King se tornou um case de publicidade positivo por abordar temas que estão “fora da caixa” da prática estabelecida no mercado de fast food. Porém, a marca cometeu um deslize em uma campanha publicada na Nova Zelândia. O vídeo acabou chamando a atenção negativamente por passar uma visão estereotipada de consumidores orientais.

LEIA MAIS: CONFIRA A EDIÇÃO ONLINE DA REVISTA CONSUMIR MODERNO

No vídeo de divulgação do Vietnameese Sweet Chilli Tendercrisp Burger, os clientes tentam comer seus lanches com pauzinhos vermelhos que simulam os hashis. Publicado apenas no Instagram, o material foi removido assim que as críticas começaram a dominar a caixa de comentários.

Após a repercussão negativa, o Burger King publicou um pedido de desculpas onde destaca que a campanha foi “insensível e não reflete os valores de nossa marca em relação à diversidade e inclusão”.

LEIA MAIS: Saiba mais sobre a versão vegetariana do Whooper

A situação é semelhante à campanha da Dolce & Gabbana, publicada no final de 2018, onde o vídeo apresenteva uma modelo chinesa que tentava comer pizza, cannoli e macarrão com hashis enquanto o locutor fazia comentários irônicos.

A situação é semelhante à campanha da Dolce & Gabbana, publicada no final de 2018, onde o vídeo apresentava uma modelo chinesa que tentava comer pizza, cannoli e macarrão com hashis enquanto o locutor fazia comentários irônicos. Na época os internautas criticaram a ação e acusaram a maison italiana de banalizar a cultura chinesa. Os criadores da grife, Domenico Dolce e Stefano Gabbana, usaram suas contas pessoais na rede social para se desculparem.

“Nossas famílias sempre nos ensinaram a respeitar diferentes culturas de todo o mundo, e por causa disso queremos pedir perdão se cometemos erros”, disse, em italiano, Dolce. “Queremos nos desculpar a todos os chineses ao redor do mundo. Estamos levando essa mensagem muito a sério”, disse Stefano. Na conta oficial da Dolce & Gabanna também foi publicado uma foto com a frase “Domenico Dolce e Stefano Gabbana se desculpam”, em chinês, inglês e italiano.

A retratação aconteceu depois que muitos e-commerces de luxo do país retiraram de suas lojas produtos da grife italiana.