Startup promete levar anúncio para o espaço

A startup russa StartRocket quer levar a publicidade para outro nível – mais especificamente para o espaço sideral. E a primeira ação de marketing de outro mundo poderá ocorrer já no ano que vem

Por: - 2 meses atrás

Startup promete levar anúncio para o espaço Crédito? divulgação/ StartRocket

Uma startup russa chamada StartRocket afirma que irá projetar, em 2020, um gigantesco anúncio publicitário  no espaço sideral, que ficaria visível no céu noturno para milhões – ou até bilhões de pessoas. A ideia é que um foguete seja lançado com uma tecnologia que alguns já chamam de o primeiro outdoor orbital. O projeto já teria conquistado o primeiro cliente: a PepsiCo.

LEIA MAIS: CONFIRA A EDIÇÃO ONLINE DA REVISTA CONSUMIR MODERNO

De acordo com o site “Futurism”, o projeto da startup consiste em lançar um foguete carregado com diversos cubos. Já no espaço, esses objetos seriam abertos e liberariam uma espécie de vela solar feita de um material transparente chamado Mylar. A ideia é que o Sol reflita na vela e ilumine o outdoor orbita, tornando-a visível à noite.

O material usado na vela não chega ser uma novidade quando o assunto é a atual corrida espacial. Em 2015, os EUA colocaram em órbita uma espécie de pequeno barco à vela de Mylar que, por sua vez, tinha a função de capturar e alimentar uma bateria presente no veículo. A ideia do outdoor será a mesma, porém para fins publicitários.

Pepsi

A ideia, aparentemente maluca, já conta com o apoio da Pepsi. Em entrevista ao site “Futurism”, Olga Mangova, a porta-voz da empresa de bebidas para o mercado russo, confirmou a parceria com a StartRocket. “Acreditamos no potencial da StartRocket. Painéis orbitais representam a revolução no mercado de comunicações”, afirma.

A reportagem afirma que as conversas entre a startup e a gigante de bebidas já estão em estágio avançado. Eles, inclusive, já definiram qual será a bebida escolhida pela PepsiCo: uma energética chamada Adrenalie Rush. “Será uma campanha contra estereótipos e preconceitos injustificados contra os jogadores”, resume Mangova.

Campanhas globais

Mas a ideia da startup não é parar com a Pepsi. O fundador da empresa russa afirma que a sua ideia tem potencial para atingir diferentes negócios. Hoje, motivados pela internet, marcas já dialogam com bilhões de consumidores ao mesmo tempo e de maneira quase simultânea. “Somos governados por marcas e eventos”, disse o líder do projeto, Vlad Sitnikov, ao “Futurism”. “O Super Bowl, a Coca-Cola, o Brexit, as Olimpíadas, a Mercedes, a Copa do Mundo e o muro mexicano. A economia é o sistema sanguíneo da sociedade. Entretenimento e publicidade estão em seu coração”, disse.

O primeiro teste acontece ainda neste mês. Desta vez, ao invés de um foguete, a startup vai utilizar balões meteorológicos.

Veja o vídeo: