Uma nova tecnologia pode ser usada na reconstrução da Catedral de Notre Dame

Em 2015, um historiador digitalizou toda a Catedral de Notre Dame. Agora, essa informação poderá ser usada no restauro do patrimônio francês

Por: - 3 semanas atrás

Uma nova tecnologia pode ser usada na reconstrução da Catedral de Notre Dame Crédito: Unsplash

O processo de reconstrução da Catedral de Notre Dame, parcialmente destruída por um incêndio ocorrido no último dia 15, deve contar com a ajuda preciosa de uma das mais avançadas tecnologias computacionais da atualidade. Segundo uma reportagem da revista “Wired”, o governo francês estuda utilizar os arquivos do falecido estudioso em arte Andrew Tallon  que, em 2015, ficou famoso pelo escaneamento minucioso da catedral por meio de lasers.

De acordo com a reportagem, Tallon ficou conhecido por seu método inovador de reconstrução ou reforma de construções históricas. Hoje, historiadores utilizam técnicas consideradas arcaicas e que incluem objetos como cordas, réguas e lápis. Já o processo de Tallon realiza um mapeamento a partir de lasers e um computador avançado para mapear a superfície e também a estrutura da construção. Em quase uma década, a tecnologia foi usada para mapear toda a Notre Dame e ajudou, por exemplo, a entender o material usado e até precisar quantas reformas foram feitas no local.

Esse mapeamento resultou em uma espantosa e precisa maquete tridimensional da catedral, inclusive com imagens detalhadas de cada decoração entalhada nas paredes do espaços e até as cores usadas. Ao todo, Tallon registrou mais de 50 locais dentro e ao redor da catedral, resultando na incrível somatória de um bilhão de pontos de dados. Veja a reportagem sobre o escaneamento da catedral.

O que precisa ser reconstruído

O incêndio que destruiu parcialmente a catedral de Notre Dame aconteceu no último dia 15 durante o concorrido horário de visita do local. Segundo o “The  New York Times”, o fogo demorou menos de uma hora para se espalhar do sótão da catedral ao telhado, derrubando assim o pináculo central. A construção da catedral começou em 1163 e terminou em 1345, de acordo com um artigo do NYT sobre a história do monumento. O telhado de madeira continha vigas históricas do ano de 1220, todas destruídas pelo incêndio.