Chega ao Brasil maionese vegetal criada por inteligência artificial

Pão de Açúcar trouxe ao país produto de foodtech chilena desenvolvido por um machine-learning batizado de “chef” Giuseppe

Por: - 5 meses atrás

inteligência artificial

O Pão de Açúcar tem cada vez mais adotado práticas sustentáveis e inovadoras para atrair os novos consumidores. E desta vez não foi diferente. Tanto é que a empresa acaba de trazer para o Brasil uma maionese vegetal feitapor uma  inteligência artificial.

Chamada de NotMayo, o produto, feito de grão de bico, óleo de canola, semente de mostarda e vinagre de uva, foi desenvolvido pela NotCo, uma foodtech chilena que criou um algoritmo de machine-learning batizado de “chef” Giuseppe.

LEIA MAIS: Como o Google economizou 6 milhões ao evitar desperdício em seus cafés

Agilidade e precisão

Para criar a maionese vegetal, a IA cruza diferentes bases de dados através de um banco de 30 mil plantas cadastradas. Com isso, é possível elaborar as receitas da Startup e fazer uma análise molecular da estrutura dos alimentos derivados de animais para encontrar seus substitutos vegetais.

Graças a Giuseppe, a companhia consegue reproduzir com fidelidade e agilidade a aparência, sabor e aroma de produtos feitos com ingredientes animais. A novidade estará disponível nas lojas da rede e no ecommerce a partir deste mês.

Números milionários

O Grupo Pão de Açúcar informou em janeiro deste ano que alcançou vendas líquidas de 14 bilhões de reais no quarto semestre de 2018. O número representa alta de 12% em relação a 2017.

CONFIRA A EDIÇÃO ONLINE DA REVISTA CONSUMIR MODERNO

inteligência artificial