Finlândia inclui inteligência artificial em suas políticas públicas

A Finlândia decidiu apoiar uma plataforma de educação com o “bê-a-bá” da inteligência artificial. A ideia é formar pessoas com senso crítico sobre o assunto

Por: - 6 horas atrás

inteligência artificial Crédito: Shutterstock

A Finlândia é um desses países nórdicos que, vez ou outra, ganham o noticiário pelo pioneirismo de alguma iniciativa social ou por ocupar o topo de algum ranking de desenvolvimento humano. Desta vez, eles incluíram a  Inteligência Artificial como tema de suas políticas públicas ao lado de temas como saúde ou educação.

LEIA MAIS: Confira a edição online da Revista Consumidor Moderno! 

Recentemente, o governo finlandês se juntou a uma iniciativa de uma universidade do país chamada “Elements of AI”. Em linhas gerais, trata-se de uma plataforma na internet que ensina o “bê-a-bá” da inteligência artificial e as suas possíveis aplicações e desdobramentos na sociedade. A ideia é justamente desenvolver uma nação que tenha um senso crítico sobre o assunto. Em entrevista a um jornal local, o ministro da economia do país, Mika Lintilä, afirmou: “Nunca teremos dinheiro suficiente para sermos líderes em Inteligência Artificial. Mas como vamos usá-la, isso já é uma coisa muito diferente”, disse.

Criadores

O projeto surgiu por meio de uma parceria entre a Universidade de Helsinque e a consultoria Reaktor. O governo entrou em um segundo momento como apoiador e, agora, tem contribuído em diferentes frentes em prol do site. O primeiro objetivo do governo finlandês é que 1% da população (ou 55 mil finlandeses) tenha acesso ao conhecimento da IA por meio dessa plataforma. Além disso, o governo tem divulgado a plataforma mundo afora e já conta com alunos de 110 países. Ao todo, existem 140 mil inscritos no site, sendo que 40% desse total são compostos por mulheres.  Interessados no conhecimento, podem acessar o site e assistir as aulas (em inglês) gratuitamente AQUI.