Startup alemã lança protótipo de táxi voador

Veículo de cinco lugares conta com 36 motores elétricos e tem alcance de 300 quilômetros, com velocidade máxima de 300 km/h

A startup alemã Lilium lançou, na última quinta-feira (16), um protótipo de táxi voador. O veículo com cinco lugares é equipado com 36 motores elétricos com operação semelhante a reatores. Com alcance de 300 quilômetros em uma hora e movido à bateria, o equipamento atinge até 300km/h de velocidade.

CONFIRA 7 casas do futuro projetadas no início do século 20

O carro do futuro faz parte de um projeto de táxis voadores com base em aplicativos, como o Uber e Cabify. Este modelo faz parte de uma longa lista de veículos eVTOL (decolagem e descida vertical elétrica) que têm a capacidade de decolar e aterrissar verticalmente.

O táxi Lilium fez um primeiro teste no início de maio e promete o lançamento para 2025. No início, os veículos terão um piloto, mas a startup pretende tornar o comando totalmente autônomo ao longo do tempo.

LEIA MAIS: Confira a edição online da Revista Consumidor Moderno! 

Plano de inovação

A startup é uma das dezenas de empresas no mundo que estão comprometidas com os táxis voadores. Diversas companhias já anunciaram projetos e investimentos na produção de carros voadores.

“Hoje estamos dando mais um grande passo para tornar a mobilidade aérea urbana uma realidade. Sonhamos com um mundo onde qualquer um poderá voar onde quiser, quando quiser”, diz Daniel Wiegand, co-fundador e CEO da Lilium, em comunicado.

A ideia da companhia alemã é formar uma rede de plataformas de aterrissagem semelhantes aos atuais helipontos. A Lilium não revelou quanto será o serviço, mas disse que os preços serão compatíveis com a realidade dos táxis regulares. A empresa, fundada em 2015 e com investimentos de US$ 100 milhões, é o novo destaque de um mercado em expansão na viabilidade dos carros voadores.

JÁ VIU? Conheça o Translatotron: aplicação do Google que imita e traduz a voz do usuário

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS