Dados: como eles impactam todos os departamentos de uma empresa?

É indispensável estar atento aos dados mas, mais do que isso, é preciso saber usá-los bem. Há uma ferramenta no mercado que pode colaborar com a superação desse desafio

Por: - 5 meses atrás

dados

É comum ouvirmos que os dados são o novo petróleo. Da mesma forma como o composto químico, a tendência é que os dados determinem a relevância e a capacidade de uma empresa quando bem refinados. Podem gerar imenso valor e, da mesma forma como os combustíveis obtidos a partir do petróleo, podem ser o motor de muita transformação.

Essa é uma máxima que costuma ser valorizada na AeC, uma empresa que aprendeu a importância do uso dos dados no seu dia a dia, não apenas em um ou outro departamento, mas na organização como um todo. “A análise de dados não pode ser responsabilidade de apenas um setor específico”, defende Celso Ramiro Matheus, diretor de Operações. “Esta atividade deve ser descentralizada, ou seja, todos os departamentos precisam receber as informações e analisá-las de acordo com o contexto da área”.

O dado é o coração da plataforma Robbyson. Você já a conhece?

Tal estratégia permite que a empresa perceba seus gargalos com mais agilidade e, consequentemente, aja para eliminá-los com rapidez e assertividade. “À medida que vamos nos aprofundando nos algoritmos, conseguimos predizer determinados problemas e atuar de forma preventiva”, afirma. “Isso reflete de forma muito positiva os resultados”.

Naturalmente, a compreensão e a valorização dos dados dependem da cultura da empresa. Todavia, a tecnologia também é um elemento indispensável. Como explica o diretor de Operações da AeC, a tecnologia caminha a passos largos no sentido de ajudar o humano a diagnosticar comportamentos e ações com base em dados. “A Inteligência Artificial e o Machine Learning são os grandes aliados da atualidade”, acredita. “Além disso, é possível imputar informações e diagnosticar situações com mais agilidade”. Tudo se tornou mais rastreável.

dados

Experiência interna

Ao mesmo tempo em que aconselha sobre o uso dos dados em diversos departamentos, a AeC pratica o que diz. Por lá, diversas frentes fazem uso de tecnologias que, aliadas à leitura humana, aplicam dados de forma inteligente e eficaz. É o caso da ferramenta de recrutamento digital, RHight; das ferramentas de Speech Analytics; e dos bots – que funcionam tanto no atendimento ao cliente quanto em processos internos.

O principal destaque nesse sentido, porém, é a Robbyson, a plataforma de people management que usa conceitos de gamificação e IA no desenvolvimento de pessoas e negócios. A ferramenta desenvolvida pela AeC é única no mercado e é ela que colabora com a análise de dados da empresa. Como explica o diretor de Operações, ela permite a gestão individual de cada colaborador, fazendo com que a empresa deixe de gerir pela média.

“Este é um caminho sem volta”, afirma. “A partir do momento em que entendemos como cada indivíduo produz, passamos a entregar soluções e produtos de excelência”. Os benefícios chegam também ao colaborador, que tem acesso a dados de performance, feedback em tempo real, dicas e ajuda para melhorar os seus principais indicadores, incentivo e reconhecimento constantes.

Apoio ao mercado

Para o mercado, a melhor notícia é que a Robbyson pode ser usada também fora da AeC: toda empresa que trabalha com indicadores pode adotar a ferramenta. Aplicada em outras organizações, ela também atua na geração e gestão de dados. Assim, entrega aos gestores e colaboradores informações sobre a performance das equipes.

Nesse sentido, um dos aspectos mais vantajosos do uso da Robbyson é que os KPIs podem ser definidos de acordo com a demanda da empresa que utiliza a ferramenta. Diante da imensidão de dados, é natural que cada setor da economia meça seu próprio desempenho por variáveis específicas. E a Robbyson está pronta para isso. Dessa forma, a plataforma permite que cada empresa conheça, entenda, interprete e obtenha insights a partir dos dados mais valiosos.