Storytelling: o segredo do sucesso

Entre C-levels, Príncipes e Empreendedores, Natanael Sena explica o poder e a importância das histórias dentro e fora do mundo corporativo

Por: - 3 meses atrás

Storytelling

Minha vida profissional foi pautada em conectar pessoas, construir relacionamentos e desenvolver ações de comunicação. Ao longo dos anos muita coisa mudou, a forma como construímos, seja o que for, passou a ser mais assertiva e rápida, sendo isso resultado de uma somatória que inclui acesso à informação e a diminuição de processos operacionais e burocráticos na mesma velocidade que presenciamos a transformação digital invadir nossas vidas e empresas.

Nessa jornada me relacionei com inúmeras pessoas, de diversas localidades ocupando diferentes níveis na pirâmide hierárquica e financeira da sociedade.

LEIA MAIS: Confira a edição online da Revista Consumidor Moderno! 

Empreendedores grandes e pequenos, C-Level, Políticos, Lobistas, Idealizadores que nunca saíram do papel e outros que fizeram de suas empresas unicórnios rapidamente, assim como Publicitários, Seguranças, Faxineiros, Palestrantes, Músicos, Herdeiros, Atletas e até de um príncipe me tornei amigo, durante um projeto que toquei fora do Brasil no ano e 2018.

O que percebi entre todos que alcançaram e mantiveram sua posição de destaque e sucesso em suas vidas profissionais é a histórias que eles contam.

Não falo de uma história que começa por “era uma vez…” falo das histórias, bem conduzidas em reuniões, palanques ou em frente às câmeras.

Vi pessoas extremamente bem capacitadas tecnicamente sucumbirem de nervosismo, ansiedade ou prepotência colocando em declínio muitas oportunidades que surgiam deixando espaço para outras pessoas, que muitas vezes não estavam tão bem preparadas assim, mas que conquistavam, convenciam e direcionavam executivos e multidões com seus discursos emocionados e convictos de certezas (que muitas vezes nem existiam).

Da mesma forma que vi projetos, milionários e relevantes irem a baixo pois na hora de convencer acionistas e diretores os condutores das reuniões não souberam contar essa história de forma que convencesse os aprovadores.

Em 335 a.C, Aristóteles, em livro Poética já mencionava o poder das histórias. A reverberação dos ensinamentos de, por exemplo, Jesus, Buddha, Alah se deu através das histórias.

A raiz da história que conquista é sempre a mesma, é a emoção transmitida, isso porque histórias emocionam, geram conexão, cruzam a fronteira do tempo e espaço e se construídas de forma correta, influenciam decisões.

O estudo da mente humana, prova que emoções e sentimentos são inseparáveis da razão humana e essenciais na influência de decisões. Ou seja, quanto mais emocionalmente estamos ligados a algo menos observadores e menos críticos ficamos.

Se preocupar com a forma como você constrói e conta a sua história, do seu projeto, produto ou marca é essencial para o sucesso dele, ouso dizer que investir tempo e recurso nessa construção é tão importante quanto o investimento feito ao longo do processo.

Uma história bem contada te leva muito mais longe.

Ah, e se você quer saber como construir uma história de sucesso, me encontre no Whow! Além de participar de um painel sobre história de inovação, estarei fazendo mentoria sobre Storytelling e Marca Pessoal.