Número de celulares conectados é maior que a população mundial

Segundo relatório anual da Adjust, a população mundial é menor do que o número de celulares conectados a internet

Por: - 5 meses atrás

celulares

Já parou para pensar quantos aplicativos existem nas lojas digitais de cada sistema operacional? E quantos são lançados e baixados todos os dias? Segundo o Global App Trends Report da Adjust deste ano, o número de usuários mobile superou o número populacional mundial. São mais de 7,9 bilhões de celulares conectados à internet.

VEJA MAIS: Mobile banking cresce e se consolida como preferido dos correntistas

Falamos de um mercado trilionário, que fechou 2018 no valor de $ 3.9 trilhões de dólares. Mas tais números não são tão animadores para os desenvolvedores, pois a concorrência e o número de novos aplicativos também cresce exponencialmente a cada dia. Sintomas de um mercado superaquecido.

celulares

Os aplicativos de jogos dominam os principais mercados mundiais, como Alemanha, Japão, China e Estados Unidos. Logo após, os aplicativos de comunicação e compras são os principais players das plataformas digitais.

Cenário Nacional

O Brasil é o segundo maior mercado emergente no setor, ficando apenas atrás da Indonésia. Nossa fatia no mundo em relação a downloads e uso de aplicativos nos gadgets é de 9,3%. Ainda, segundo o relatório, tais países emergentes são os principais alvos de investimento das startups e companhias que investem no m-commerce.

Por aqui, o sistema operacional mais utilizado é o Android, com 91% dos usuários em relação ao iOS, que ocupa uma parcela de 7%. Já outros sistemas operacionais ficam com 2%. Quase 40% da população assina algum serviço de streaming de vídeo e 60% já fez compras via app.

Resultados orgânicos serão cada vez mais raros

Cada vez mais lidaremos com uma pesquisa paga também nas lojas digitais de apps. Em relação a 2017, houve um crescimento de 4% nas propagandas e resultados pagos e a previsão é de uma recorrência ainda maior de inserção de mídia e impulsionamento de aplicativos dentro dessas plataformas. Mesmo com esse crescimento, a maior parcela ainda vem de buscas orgânicas, que ocupam um total de 72% das instalações.

Quem mais cresce neste mercado, é quem investe em utilidade e cotidiano. A curva de crescimento mais notável é a de aplicativos de carona e táxi. Eles deixaram bem para trás, por exemplo, os apps de reserva, que tiveram um “boom” na chegada da era mobile.

O relatório ainda demonstra o quanto este mercado apenas crescerá nos próximos anos, e a importância do investimento em mídia mobile. Com certeza ainda seremos testemunhas de muitas inovações surpreendentes e mudanças inesperadas no mundo móvel.

LEIA TAMBÉM: No Brasil, metade dos internautas não consegue ficar um dia sem smartphone