Canadá vai proibir plásticos descartáveis até 2021

Primeiro ministro afirmou que o país pretende responsabilizar os produtores de plástico pelo ciclo completo de vida dos produtos

Por: - 1 mês atrás

plásticos descartáveis

Sacolas, garrafas e outros objetos de plástico de uso único serão proibidos no Canadá a partir de 2021. O anúncio foi feito na última segunda-feira (10) pelo primeiro-ministro, Justin Trudeau. “A poluição por plástico é uma praga mundial” disse Trudeau, ao anunciar que a lista completa de produtos proibidos será divulgada depois da realização de avaliações científicas.

O primeiro ministro também afirmou que o Canadá pretende responsabilizar os produtores de plástico, sobretudo os fabricantes de garrafas, pelo ciclo completo de vida dos produtos. A indústria, assim como as empresas que utilizam os materiais, deverão adotar planos de reciclagem.

Para Trudeau, a mudança vai tirar a responsabilidade das administrações municipais e permitir aumentar o número de itens reaproveitados. Em um comunicado, o Greenpeace, ONG de proteção ao meio ambiente, afirmou que o anúncio é um primeiro passo em uma boa direção. “Esperamos que não se trate de uma simples promessa eleitoreira”, diz o texto.

LEIA MAIS: Confira a edição online da Revista Consumidor Moderno! 

Plano

Canadá, França, Alemanha, Reino Unido e Itália, assim como toda a União Europeia, assinaram no ano passado uma nova carta contra a poluição com plástico nos oceanos durante a cúpula do G7 em Quebec. Na época, EUA e Japão se abstiveram. No texto, as nações se comprometeram a tornar 100% dos plásticos recicláveis, recuperáveis e reutilizáveis em todo o mundo até 2030.

Nações industrializadas vêm enfrentando o problema de como descartar montanhas de lixo plástico desde que a China proibiu a importação dos resíduos, em janeiro do ano passado devido a preocupações ambientais. A China era a maior importadora de resíduos plástico do mundo.

VEJA TAMBÉM: Empresa lança papel especial para produção de canudos