Venda de smartphones deve cair no Brasil em 2019

De acordo com IDC (Brasil International Data Corporation), o número de unidades vendidas deve cair 2,4%, mas faturamento vai subir 12%

As vendas de smartphones no Brasil em 2019 devem cair 2,4%, para 43,38 milhões de unidades. Os dados são resultado de uma pesquisa de mercado do IDC (International Data Corporation).  Apesar disso, a receita das vendas de aparelhos deve subir 12%, para R$ 59,6 bilhões.

A queda é menor do que o IDC havia estimado no final do ano passado, quando previa redução de 4,3% nas vendas de 2019. O crescimento esperado na receita na ocasião era de 7%.

LEIA MAIS: Confira a edição online da Revista Consumidor Moderno! 

Novos interesses

No primeiro trimestre, segundo os dados mais recentes da companhia, as vendas de celulares inteligentes no Brasil caíram 6% sobre o mesmo período de 2018, para 10,7 milhões de unidades. O faturamento, porém, subiu 8% no período, a R$ 13,7 bilhões.

Segundo o analista do IDC, Renato Meireles, novas motivações fazem com que vendas de aparelhos mais sofisticados aumentem.

“A demanda por dispositivos com maior memória interna, câmeras múltiplas, telas maiores e com borda infinita, e recursos inteligentes deve continuar impulsionando as vendas nas faixas média e premium, com um crescente uso dos smartphones para assistir filmes e acesso a conteúdo de streaming”, afirmou o executivo.

JÁ VIU? Gorduras trans? Pesquisa faz alerta sobre rótulos de alimentos

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Quanto custa abrir uma franquia de varejo no Brasil?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS