Mastercard estuda novas formas de pagamento nos pedágios

A Mastercard junto a Euromonitor, ouviu diversos consumidores para descobrir a aderência do uso de cartões contactless para o pagamento em pedágios

Por: - 4 meses atrás

Mastercard

O pedágio é sempre um assunto polêmico entre as rodas de amigos. Muitos reclamam do preço e a maioria se incomoda com a demora para efetuar o pagamento nas rodovias do país.

Hoje, as únicas formas aceitas de pagamento são o dinheiro e dispositivos de pagamento automático, a exemplo do Sem Parar. Ao pensar nisso, a Mastercard junto a Euromonitor, ouviu diversos consumidores para descobrir a aderência do uso de cartões contactless para o pagamento em pedágios.

LEIA MAIS: O que vem por aí em tecnologia de pagamentos?

Foram ouvidos mais de dois mil usuários de pedágio por todo o Brasil e 81% afirmaram ter interesse na tecnologia. O pagamento contactless permite ao consumidor que pague o pedágio apenas ao aproximar seu cartão de crédito ou débito de uma máquina com suporte para a tecnologia.

Outra possibilidade de pagamento seria um cartão recarregável, semelhante ao bilhete único, exclusivo para o pedágio. Porém, 62% dos entrevistados disseram preferir o cartão de crédito ou débito para efetuar as transações.

Dentre os principais motivos estão a preocupação com problemas de recarga e pela segurança monetária – pagar diretamente no débito ou crédito excluiria uma movimentação financeira e seria menos burocrático.

A Mastercard revela que o consumidor de hoje quer conveniência e rapidez e, por isso, a solução de cartões contactless é tão popular.

Segundo a pesquisa, 88% da amostra estudada já possui cartões de crédito e débito, então, prefere opções que estão em sua carteira e pagamentos digitais.

“Os consumidores desejam conveniência, segurança e facilidade na hora de realizar o pagamento. Ou seja, querem utilizar os meios de pagamento eletrônicos e, de preferência, os que já possuem na carteira, como o cartão de crédito ou de débito”, afirmou Fernanda Caraballo, diretora de Desenvolvimento de Negócios da Mastercard.

O intuito da pesquisa é de incentivar o uso dos cartões pelas concessionárias do país. Algumas já incluíram o pagamento. O resultado? Filas menores nos pedágios e mais comodidade aos usuários. O impasse é apenas legal, pois os cartões contactless já são uma realidade no país.

“Para que os pagamentos por aproximação se tornem uma realidade nos pedágios de todo o país, dependemos apenas da autorização das agências reguladoras, pois a tecnologia necessária já existe”, finaliza Fernanda.

Sobre o pagamento por aproximação

Rápido, prático e seguro, o pagamento por aproximação oferece a conveniência de fazer transações apenas tocando os dispositivos em um leitor habilitado, sendo até 10 vezes mais rápido do que outros tipos de pagamento.

Com limite inicial de R$50 reais para transações sem senha, os pagamentos por aproximação são ideais para transações de baixo valor e situações que requerem uma velocidade de pagamento maior para diminuir filas, como nos pedágios.

VEJA TAMBÉM: Pagamento via QR Code pode ser o futuro do varejo