AT&T é acusada de vender dados de localização dos seus clientes

Acusação foi feita pela Electronic Frontier Foundation (EFF), uma entidade da Califórnia que defende os direitos digitais da população. Entenda o caso

Por: - 1 mês atrás

dados Crédito: Shutterstock

A Electronic Frontier Foundation (EFF), uma entidade da Califórnia que defende os direitos digitais da população, decidiu processar a operadora de telefonia AT&T pela venda de dados de geolocalização de seus usuários para outras empresas. A informação é do site The Verge.

De acordo com a reportagem, a AT&T não foi a única envolvida no processo movido pela EFF. Foram citadas no processo as empresas Zumigo e a LocationSmart. Em linhas gerais, essas duas companhias atuam como agregadores de dados, coletando informações de localização e vendendo a terceiros para fins comerciais.

No processo, a Electronic Frontier Foundation classificou as práticas da AT&T como “ultrajantes e prejudiciais” e argumenta que a venda de dados de localização coloca os clientes em risco, potencialmente expondo a informação a pessoas como stalkers.

O outro lado

A At&T respondeu que a acusação feita pela entidade. “Os fatos não apoiam este processo, e vamos combatê-lo”, disse um porta-voz da empresa em um comunicado.

“Serviços baseados em localização, como assistência na estrada, proteção contra fraudes e alertas de dispositivos médicos, têm benefícios claros e até mesmo salvadores de vidas. Compartilhamos apenas dados de localização com o consentimento do cliente. Paramos de compartilhar dados de localização com agregadores após relatórios de uso indevido”, informa.

LEIA MAIS: Confira a edição online da Revista Consumidor Moderno!