Semana do Brasil: varejistas e governo querem criar “Black Friday brasileira”

“Semana do Brasil” será criada para estender comemorações do 7 de setembro. Riachuelo, Magazine Luiza e Via Varejo estão envolvidos nas conversas

Foto: Douglas Luccena

Lideranças do varejo e o governo federal negociam a criação da “Semana do Brasil” entre os dias 6 e 15 de setembro. A isenção de eletrônicos e eletrodomésticos vendidos no período da cobrança do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) está sob a mesa, segundo o jornal Valor Econômico.

A atual Black Friday será mantida. Os descontos farão parte de uma série de ações do Planalto, que quer estender as comemorações do 7 de Setembro. O governo ainda negocia com o setor hoteleiro para promover descontos e incentivar o turismo na semana em que é comemorada a independência do Brasil. Bancos, concessionárias e fabricantes de automóveis também devem participar da ação.

A proposta começou a ganhar força depois de dois episódios: a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara e liberação parcial dos recursos do FGTS. Para isenção de cobrança do ICMS na venda de eletrônicos e eletrodomésticos o governo precisaria da aprovação dos estados, responsáveis pela cobrança.

“Brasil em Verde e Amarelo” será o mote que deve nortear as campanhas das empresas envolvidas. O evento não deve ter o mesmo tamanho da Black Friday, já que são vários segmentos envolvidos e restam apenas 40 dias para o planejamento da “Semana do Brasil”.

Segundo o Valor, houve uma reunião na última quinta-feira (25) no Instituto para Desenvolvimento do Varejo com a presença do Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o chefe da Secretaria de Comunicação Social (SECOM) – órgão ligado à presidência -, Fabio Wajngarten, Flavio Rocha (Riachuelo), Roberto Fulcherberguer (Via Varejo) e Marcelo Silva (Magazine Luiza e IDV).

VOCÊ VIU?
Vendas do Amazon Day superam Black Friday no Brasil
Promoções fazem do Dia do Consumidor uma nova Black Friday

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS