Hotéis de grife: hospedagens com assinatura de grandes maisons

Veja uma lista com as mais extravagantes hospitalidades criadas por designers renomados. Entre as escolhas estão quartos favoritos de celebridades de renome, hotéis que já foram cenário de filmes e reality shows

Por: - 4 meses atrás

Ao longo dos anos as grandes grifes expandiram seus horizontes para aumentar o lucro e consequentemente manter o hype de suas marcas. O posicionamento sempre foi alto luxo, mesmo que você apenas possa ter um pequeno pedaço dele. Um acessório, uma echarpe, meias, cosméticos – todos são investimentos para aumentar o lucro e market share. Algumas dessas maisons foram além e trouxeram seu branding para hotéis cinco estrelas e suítes que contam muito mais que uma história: foram pensados por figuras históricas.

Grifes como Diane Von Fursterberg, Karl Lagerfeld, Versace, Dior, Fendi, Chanel adentraram o mundo do design de interiores. O resultado? Um universo de estampas de almofadas e cortinas pensadas com atemporalidade e móveis clássicos com um toque de um futuro luxuoso.

Aqui você conhecerá as mais extravagantes hospitalidades criadas pelas mãos de designers renomados. De quartos favoritos de celebridades de renome a hotéis que já foram cenário de filmes e reality shows, todos são conhecidos como lares da chamada haute couture.

Hotéis

Suíte Coco Chanel, no Ritz Paris – Foto: Divulgação

A história começa com Coco Chanel. A lendária designer, ícone de moda, estilo e comportamento, tinha o Ritz Paris como sua casa. Dizia a todos, durante 34 anos, o quanto amava o hotel. Após uma restauração de quatro anos, que terminou em 2016, o hotel inaugurou a Suíte Coco Chanel. O recinto de luxo conta com duas camas, uma paleta de cores neutras que reflete a grife, espelhos barrocos e vista para a Praça Vendôme – que inspirou o formato do vidro do perfume Chanel No. 5, o mais icônico do mundo fashion.

Para continuar a saga “Chanelista”, o excelentíssimo Karl Lagerfeld é responsável por trazer seu talento e carisma em forma de design para o conjunto de suítes de luxo da Fendi. Os quartos ficam junto à loja oficial da grife em Roma. O café da manhã? Uma compra de itens da última estação. E tem mais: os quartos apresentam uma paleta de cores simples e design minimalista, descendente da estética lendária da Fendi.

Fendi Private Suites, Roma, Itália – Foto: Divulgação

E onde estão os hotéis repletos de brasões e luxo exagerado com referências constantes à alguma grife? Para isso, vamos aterrissar na Austrália, no litoral dourado – a Golden Coast, em Queensland – para conhecer o Palazzo Versace.

Mais extravagante e luxuoso hotel de uma Maison, a propriedade conta com suítes de luxo gigantescas, detalhes feitos em ouro por todos os cantos, uma estética renascentista e todo o exagero italiano advindo de Gianni Versace. O nome vem da sede original da marca que fica em Milão, na Itália.

Palazzo Verscace, Queensland, Austrália – Foto: Divulgação

A hospedagem opulenta oferece ainda um espaço de wellbeing, restaurantes, spa, boutiques e uma área para eventos. Recentemente a companhia de luxo Sunland Group, que comanda o negócio em parceria com a Versace, abriu uma unidade em Dubai.

A lendária Bulgari entra no jogo com um conjunto de hotéis. A sofisticação da grife italiana ressoa por todos os cantos como um doce lembrete. Os hotéis e resorts contam com unidades em Milão, Londres, Bali, Pequim e Tóquio. A marca é conhecida por seu estilo parrudo e luxuoso. Sempre simples e elegante, as suítes seguem esse estilo e trazem um clima de bangalô chic.

Bulgari Hotel, Pequim, China – Foto: Divulgação

Outra marca Italiana a entrar para o ramo hoteleiro foi a Armani. O hotel de luxo da marca fica em Milão. O Armani Hotel Milan esbanja o estilo masculino, elegante e digno de um cenário de 007 para o hóspede em todos os cantos. Os móveis são clássicos com um toque inteligente de modernidade. Outra unidade também foi aberta em Dubai e visa o grande mercado de luxo da cidade.

Armani Hotel Milan – Foto: Divulgação

O exemplo abaixo é um remanescente do clássico “Bonequinha de Luxo”, o filme que estrela Audrey Hepburn e que é quase o primeiro branded content da história. A grife de joias Tiffany & Co. assina a suíte mais desejada de toda a Nova Iorque. Dentro do St. Regis, uma suíte da marca traz o clássico azul da marca e um clima estiloso de feminilidade.

Tiffany & Co. Suite no St. Regis Hotel – Foto: Divulgação

Ainda dentro do hotel, a suíte Dior é um destaque e tanto, a marca trouxe seu estilo extremamente vitoriano para a suíte e uma mistura incomparável de móveis clássicos com toques de irreverência – uma característica notória de Christian Dior.

Além dos hotéis: uma tática de branding para salvar as marcas de luxo

As grandes casas da moda encontram dificuldade para permearem o mercado. O posicionamento de luxo precisa ser mantido e isto faz com que o setor seja seleto até demais. Para expandir o lucro, as marcas visam uma estratégia de colocar a marca em empreendimentos diversos.

Hoje, a maior parte dos lucros dessas marcas vêm dos cosméticos. Essas empresas, muitas vezes acopladas em grandes holdings, tomam a frente no movimento do skincare, por exemplo, com produtos de alta tecnologia. São de luxo, mas os preços alcançáveis por outras classes socioeconômicas.

Linha de Cosméticos Hydralife da Dior – Foto: Divulgação

Os hotéis fazem parte desse esforço de manter a marca com seu posicionamento e conseguir lucros diversos que pulam fora do barco da moda. É como uma grande carteira de investimentos. A questão aqui é que são investimentos em puro branding e diversificação da linha de produtos.

Dessa forma, as marcas garantem todo o universo desejado que a moda traz e ainda lucram de uma forma inteligente.

LEIA: Como a Worldpackers deixou o sonho de mochilar mais real