OMO é alvo de críticas de clientes por informação na embalagem

Consumidores criticaram a informação presente na embalagem, onde se lê que 800 gramas é igual a um quilo. Procon Paraná afirma que vai notificar a Unilever

Por: - 4 meses atrás

Consumidores usaram às redes sociais para criticar uma informação presente no rótulo do novo OMO Lavagem Perfeito – antigo OMO Multiação. Em linhas gerais, o público não gostou da afirmação presente na embalagem onde a empresa diz que 800 gramas seria igual a um quilo. Pior: muita gente afirma que o novo sabão em pó, embora em quantidade menor, teria o mesmo valor do antigo OMO em pó. O Procon Paraná vai notificar a fabricante Unilever.

A polêmica começou a partir de tuite de uma consumidora chamada Cynara Menezes. Diz ela: “@OMOBrasil DIMINUIU a quantidade de sabão na caixa de 1kg para 800g e ainda quer convencer as pessoas que 800 = 1kg”.  A Consumidor Moderno identificou e acompanhou a evolução das críticas a partir da plataforma de monitoramento de redes sociais ICustomer, da PLusoft. Eis o primeiro tuíte.

Não demorou e outros consumidores retuítaram o primeiro comentário ou fizeram críticas ainda mais contundentes à marca. Alguns clientes lembraram que a mesma comunicação também foi usada na versão de 1,6 kg do produto – o antigo 2 kg.

Omo lavagem perfeita versão de 800 gramas:

Omo Lavagem Perfeita versão 1,6 kg:

 

Em pouco tempo, o Twitter foi invadido por comentários ruins sobre a embalagem da marca. Em seguida, as críticas foram parar no Facebook, que replicou o mesmo primeiro comentário tuitado.

O assunto “esquentou” tanto que alguns clientes se diziam enganados e ameaçavam até mudar para outra marca.

A resposta marca foi imediata. Em um primeiro momento, a empresa não respondeu aos consumidores na própria linha do tempo do Twitter e do Facebook, mas apenas em chats privados. Mas, minutos depois, as respostas eram dadas abertamente a alguns comentários mais ásperos.

 

Pode ou não pode?

O assunto é controverso, mas essa relação entre a quantidade de produto e o seu respectivo preço foram alvos de um posicionamento do Poder Público. Trata-se da portaria da 81/2002, publicada pelo Ministério da Justiça e assinada pelo então ministro Aloysio Nunes Ferreira. Em linhas gerais, a portaria estabelece regra para a informação aos consumidores sobre mudança de quantidade de produto comercializado na embalagem.

Em linhas gerais, essa diminuição na quantidade do produto e manutenção do preço é permitida, segundo a portaria. No entanto, a empresa precisa informar a mudança claramente e em letras de tamanho e cor destacados. Além disso, isso também seria permitido em caso de oferta de um novo produto com semelhanças com um anterior – o que poderia ser o caso do novo OMO.

Procon Paraná

Cláudia Silvano, diretora do Procon Paraná, afirma que soube do problema via redes sociais e vai pedir explicações a Unilever. “O Procon Paraná vai notificar o fabricante para explicar o que significa essa comunicação na embalagem. Particularmente, penso que esse tipo de informação que o produto tem o mesmo rendimento de um quilo é bem audacioso. É preciso comprovar”, informa. Silvano falou sobre o assunto em um vídeo feito a pedido da CM. Assista abaixo!

O outro lado

A reportagem entrou em contato com a Unilever, detentora da marca, para falar sobre a comunicação “800 gramas = 1 quilo”. Em nota, a empresa informou que o novo produto possui nova fórmula e que seria mais eficiente que o produto anterior.

“OMO lançou a linha OMO Lavagem Perfeita em março de 2019 substituindo o OMO Multiação, trazendo uma nova fórmula com performance superior, com ativos concentrados que o tornam muito mais poderoso. Antes, 1kg de OMO Multiação rendia 10 lavagens utilizando 2/3 de um copo americano para uma máquina cheia (de até 8kg). Agora, 800gr do novo OMO também rende 10 lavagens, pois a dosagem a ser utilizada diminuiu por conta do ativo concentrado, sendo necessário utilizar somente ½  xícara de chá para uma máquina cheia (de até 11kg). Como o rendimento continua o mesmo (10 lavagens), a marca manteve o mesmo preço do produto e reduziu o peso sem comprometer o rendimento. A mesma lógica vale para a embalagem de 1,6kg que substituiu o OMO Multiação de 2kg”.

Dentro da lei

Além disso, segundo a nota, a empresa cumpriu todas as legislações referentes ao tema. “É importante ressaltar que toda a mudança foi feita seguindo as normas estabelecidas pela legislação vigente e com ampla comunicação para o consumidor, tanto na embalagem como por meio de campanhas em TV e digital e atendimento no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor). A mudança é parte de um amplo investimento em inovação e tecnologia da marca para desenvolver soluções cada mais eficazes para os consumidores com menor impacto ambiental”, disse a Unilever em comunicado.