Poluição de plásticos chegou ao Ártico, segundo estudo

Segundo pesquisadores, microplásticos viajam pela atmosfera e chegam ao solo quando neva. Hipótese é que o vento tenha um papel na dispersão dos polímeros

Por: - 1 mês atrás

poluição Crédito: Shutterstock

Um novo estudo divulgado por pesquisadores do Instituto Alfred Wegener de Pesquisa Polar e Marinha, na Alemanha, apontou que a poluição por plásticos já chegou ao Ártico, próximo à Europa.

Segundo o levantamento, a região apresenta concentração alta de polímeros. A hipótese é que o vento tenha um papel importante na dispersão desses microplásticos no local.

Os pesquisadores encontraram fibras de plástico em 20 das 21 amostras coletadas no Estreito de Fram, região que liga a Groenlândia a Svalbard, um arquipélago da Noruega. O material utilizado para comparação foi coletado em neve no solo de Bremen e Heligolândia, na Alemanha, e Davos, Baviera e Tschuggen, na Suíça.

As partículas descobertas em blocos de gelo à deriva no Ártico eram muito pequenas, tinham, em média, 0,011 milímetro de comprimento. O tamanho, segundo os autores do estudo, é o que facilita o transporte atmosférico do polímero até as regiões mais distantes do planeta.

Problema

Os microplásticos são responsáveis por grande parte da poluição dos oceanos, contaminando a vida marinha e também a vida terrestre.

Outros estudos indicam ainda que a inalação desses microplásticos — que têm produtos químicos em sua composição —, pode levar à irritação respiratória, inflamação, fibrose e até mesmo câncer de pulmão, devido a vida prolongada do material no organismo.

Apenas 20% de todo o plástico produzido no planeta é reciclado. No Brasil, a reutilização não passa de 2%.

+ NOTÍCIAS

Projeto em Roma incentiva troca de garrafas de plástico por passagem de metrô
Canadá vai proibir plásticos descartáveis até 2021
Startup cria canudo comestível como alternativa para plástico
McDonald’s proíbe canudos plásticos em lojas do Reino Unido e Irlanda