Casa Natura Musical estreia plataforma de arte digital gratuita

Mostra NA FAIXA irá utilizar a fachada de LED da casa como plataforma sócio-cultural. Saiba mais sobre o projeto

Por: - 3 semanas atrás

arte

A partir desta semana, quem passa pela Casa Natura, em São Paulo, poderá ver a céu aberto o trabalho de artistas nacionais. A ideia é promover o novo viés cultural do espaço, que ficará disponível ao público até o dia 20 de dezembro e vai muito além dos rotineiros shows de música.

Batizada de NA FAIXA, a mostra irá utilizar a fachada de LED da casa como plataforma de arte digital.

Por lá serão mostrados os trabalhos de nomes como Letícia RMS, Coletivo Coletores, Oscar Nunes e Gozma. O pontapé inicial começa com a exposição inédita Mídias Afetivas, que aborda temas bem atuais, como diversidade de gênero, de raça e sexual.

De acordo com a Casa Natura, a iniciativa serve como fio condutor para tornar o local um espaço para festivais de arte, eventos literários e de outro segmentos artísticos e sociais, além de promover a integração com a cidade.

arte

 Suyanne Keidel, diretora executiva da Casa Natura Musical, explica que o NA FAIXA “busca dar visibilidade a questões urgentes, usando linguagem visual urbana intermediada por ferramentas digitais.”

Além disso, o nome do projeto também faz referência ao fato de ser uma mostra gratuita e também pelos trabalhos serem exibidos em uma faixa de 8,96m de comprimento por 1,92m de altura.

arte

CONHEÇA os artistas

Leticia RMS é artista visual e designer industrial. Em seus trabalhos artísticos, busca por meio dos cruzamentos entre técnicas manuais e digitais, dar forma às ideias através da criação de obras como intervenções urbanas digitais, figurinos, desenvolvimento de acessórios, cenografia, instalações e demais desdobramentos. Sua temática aborda questões como as diferentes formas de visibilidade das mulheres na sociedade, direito à cidade e resgate da memória cultural através da arte digital.

O Coletivo Coletores, formado em 2008, no bairro de São Matheus,  Zona Leste de São Paulo pelos artistas Toni William e Flávio Camargo, tem como proposta trabalhar a cidade como meio e suporte para suas ações a partir de conceitos como arte e jogo, arquitetura do precário, design social, arte interativa e arte relacional, além do trânsito entre diversas linguagens, como instalação, estêncil, web art, fotografia, interfaces de baixas tecnologias, game art, vídeo mapping e publicações impressas. Por não possuir atelier próprio, realiza sua produção em trânsito há mais de dez anos, passando por espaços públicos que vão desde áreas em comunidades, ocupações, escolas, universidades, assim como, espaços institucionais voltados para arte e cultura.

Oscar Nunes é formado em Design pela Universidade de São Paulo (FAU- USP), com intercâmbio na Köln International School of Design, na Alemanha. Entre seus temas de interesse estão explorar na ilustração e no design a identidade brasileira, assim como a diversidade, seja a sexual e de gênero, como a de corpos.

Gozma é o projeto de ilustração de Filipe Ferreira. Nele, o artista evidencia os laços entre cidade e relacionamentos gays. Dates por aplicativos, banheirão, cruising são temas destes relacionamentos “clandestinos”, misturados com signos das ruas da cidade: bueiros, baratas, banheiros públicos. Gozma propõe um ponto de vista que foge das visões higienizadas sobre amor impostas pela publicidade e pela mídia, resgatando práticas e padrões presentes nessas relações desde sempre. Filipe é designer e ilustrador. Também trabalha com direção de arte, moda e cenografia.


SERVIÇO

CASA NATURA

Rua Artur de Azevedo, 2134 | Pinheiros
Telefone: (11) 3031-4143


+ CULTURA

Exposição imersiva da série Friends chega ao Brasil
Google cria exposição virtual pela casa de Anne Frank