CEOs se unem em prol do fim da violência contra mulheres e meninas

Iniciativa reúne Avon, Instituto Avon e ONU Mulheres com mais de 100 representantes de empresas em São Paulo para parceria

Por: - 3 semanas atrás

violência Crédito: Divulgação

A Coalizão Empresarial pelo Fim da Violência contra as Mulheres reuniu empresas para uma iniciativa colaborativa de mobilização em prol da causa de defesa da mulher, na última quinta-feira (29), em São Paulo (SP).

O evento realizado pela Avon, Instituto Avon e ONU Mulheres apresentou a aliança com o objetivo de engajar líderes do setor privado e garantir o compromisso voluntário com o fim da violência contra mulheres e meninas.

As mulheres representam 60% da força de trabalho nacional. Vítimas de violência vivenciam maior instabilidade profissional, tem sua capacidade de trabalho, produtividade e poder decisório prejudicados e maior nível de estresse do que outras mulheres que não sofrem violência. Segundo a ONU Mulheres, uma em cada cinco faltas no trabalho, no mundo, é motivada por agressões ocorridas em casa.

O grupo conta com apoio técnico da Fundação Dom Cabral em prol do alinhamento das políticas das organizações aos Princípios de Empoderamento das Mulheres, da ONU Mulheres e do Pacto Global, e em contribuição à agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Crédito: Divulgação

Ações

Dentre as ações da Coalizão estão previstas o engajamento pessoal da liderança empresarial para a realização de ações, atividades de formação e capacitação para o enfrentamento de diversas formas de violência contra as mulheres, desenvolvimento e implementação de políticas e procedimentos internos contra assédio sexual nas empresas, ambiente de trabalho seguro, campanhas de comunicação e conscientização para o enfrentamento da violência contra as mulheres e compartilhamento de resultados.

O projeto, sob coordenação do Instituto Avon, vai desenvolver um plano com estratégias de treinamento, capacitação e comunicação para maior mobilização e engajamento do público interno. A iniciativa também vai contar com parcerias institucionais para somar esforços e viabilizar os resultados alcançados.

VOCÊ VIU? Marisa cria Canal de Acolhimento para combater violência doméstica

“Nossa intenção é promover a participação massiva dos líderes para firmar uma aliança, com planos efetivos e concretos para o enfrentamento à violência contra mulheres e meninas, que vai desde o treinamento, capacitação e comunicação para conscientização interna até a garantia de um ambiente de trabalho seguro para que funcionárias, vítimas de violência, tenham acesso ao suporte e apoio necessários dentro ou fora das dependências da empresa. Estamos nos valendo do poder de mudança das empresas e de Executivos para coordenar esforços neste tema e transformar vidas”, comenta José Vicente Marino, presidente da Avon em nota à imprensa.

A cerimônia contou com assinatura da carta de fundação da coalizão e próximos passos do plano de trabalho serão coordenados por Instituto Avon com apoio dos parceiros estratégicos e técnicos.


+ NOTÍCIAS

Professora cria aplicativo de entregas feito por mulheres e transexuais
QuintoAndar lança curso de programação para mulheres
Spotify abre casa musical para mulheres em São Paulo
Empresas com mulheres em cargos de liderança têm melhor desempenho