Ford vai oferecer transporte público na “faixa” para o Rock in Rio

A ação da Ford no Rock in Rio, exclusiva para clientes da marca, é mais um exemplo de como serviços tem contribuído para o engajamento com o consumidor

Por: - 1 semana atrás

Ford Crédito: Unsplash

Foi-se o tempo que o ciclo do relacionamento entre empresas e clientes se encerrava com a compra de um produto. Os tempos (digitais) são outros. Hoje, as relações são (ou deveriam ser) mais duradouras, com trocas constantes de interações das marcas com os seus consumidores e, acima de tudo, foco na palavra engajamento. Não à toa, esse é o tema do Conarec deste ano.

Nesse sentido, uma das estratégias mais celebradas na atualidade é a oferta de serviços que agreguem valor a um determinado produto, oferecendo assim uma nova experiência ao cliente.

LEIA TAMBÉM: As novas tecnologias serão capazes de consertar o problema crônico da mobilidade no Brasil?

Um exemplo é o que vai acontecer na próxima edição do Rock in Rio, que começa no próximo dia 27. A Ford, montadora oficial do Rock in Rio, deixou de lado a oferta de brindes sem qualquer valor material, tais como camisetas ou bonés, e decidiu oferecer um serviço com foco em mobilidade – mas apenas para os donos de veículos da marca.

Cantora Ana Gabriela promove Rock in Rio na Campus Party deste ano. Crédito: Ford

A ideia é a seguinte: se você tem um carro da FORD e vai ao show, simplesmente não use o seu veículo para chegar a Cidade do Rock – palco do evento. Em vez disso, vá de transporte público.

A montadora vai pagar a passagem para os seus clientes, oferecendo-os, gratuitamente, cartões Riocard Mais para se locomover de metrô ou BRT até a cidade do Rock. Ou seja, clientes da empresa poderão circular na “faixa” até o evento. Para isso, basta se cadastrar e obter os tíquetes no aplicativo da marca, o FordPass. Ele está disponível para Android e iOS.

First class

Além disso, a montadora ofereceu outro serviço de mobilidade para os seus clientes, este ainda mais exclusivo: é o chamado First Class. Nele, o dono de um carro da Ford vai até um determinado lugar do Rio, larga o seu carro e poderá ir ao show por meio de um transporte diferenciado. E tem mais: ele será levado até uma área exclusiva da cidade do Rock.

Ao todo, a empresa ofereceu 1,5 mil unidades desse serviço aos seus clientes. A má notícia é que todos esses serviços já foram distribuídos e não há First Class disponível.

Maurício Greco, diretor de marketing da Ford

Para Maurício Greco, diretor de marketing da Ford América do Sul, o sucesso da iniciativa do First Class é um exemplo de como a oferta de serviço pode contribuir para o engajamento com os seus consumidores.

Um dos grandes exemplos desse tipo de iniciativa é o chamado Priceless, um serviço exclusivo para clientes da Mastercard com foco na oferta de inusitadas experiências, que vão de um show visto do palco ou até workshops gastronômicos com cozinheiros famosos.

“Durante um tempo, nós vimos ações de marketing orientadas a conquistar o cliente somente até o momento da venda de um produto. Mas isso mudou. Hoje, serviços são importantes para perenizar o relacionamento com a marca. E isso vai acontecer com a nossa ação no Rock in Rio. Se tenho parte da população que vai em um veículo da Ford, logo pensamos: precisamos pensar em algo exclusivo para ele? O primeiro passo foi pensar que tal iniciativa deveria estar no FordPass, que é o nosso laço técnico, com agendamentos de vistorias e outros serviços. Mas o FordPass pode ser mais do que isso. Daí pensamos: o que podemos oferecer nessa plataforma? Mobilidade, claro. E é o que faremos”, disse.

Futuro

Greco afirma que ações desse tipo devem crescer no futuro. “A oferta desses serviços deve aumentar, com certeza. Veículos estão cada vez mais tecnológicos, o que, naturalmente, faz aumentar as possibilidades e a necessidade de oferecer serviços que podem ser agregados ao carro”, explica.

O site oficial da marca no Rock in Rio possui maiores informações sobre como usar o transporte “na faixa” para os clientes da marca. Acesse AQUI.

VOCÊ VIU? Apps de carona: os novos desafios da mobilidade

+ NOTÍCIAS

87% dos brasileiros consideram comprar um carro elétrico
Japão cria lei que libera motorista para usar celular e comer em carro semiautônomo
Carro tem assistente-avatar e muda de cheiro de acordo com humor do motorista