As instituições de pesquisa mais inovadoras do mundo. Veja a lista

Alemanha está no topo da lista com cinco instituições, seguida pela França, Japão e Estados Unidos

Por: - 1 mês atrás

inovadoras Crédito: Unsplash

A agência de notícias britânica Reuters ranqueou quais instituições de financiamento público estão alavancando a ciência no mundo, contribuindo para o pioneirismo de novas tecnologias e empoderando novos mercados.

Ao todo a análise identificou 600 organizações globais com mais artigos publicados em revistas acadêmicas. Deste total, apenas 25 entraram na lista.

Para a seleção foram considerados os candidatos com pelo menos 50 patentes registradas na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) entre 2012 e 2017, o que caracteriza a capacidade da instituição de aplicar suas pesquisas e comercializar as descobertas.

Por fim, a lista incluiu apenas organizações administradas ou financiadas pelo governo, ranqueando-as conforme seu desempenho.

A Alemanha liderou o ranking com cinco instituições, seguida pela França Japão e Estados Unidos, com quatro cada.

Os outros oito países que entraram na lista (Austrália, Canadá, China, Cingapura, Coréia do Sul, Espanha Taiwan e Reino Unido) têm um representante cada.

1º Lugar – United States Department of Health and Human Services (EUA)

Embora seja um departamento do governo federal para proteger a saúde dos cidadãos americanos e regulamentar serviços, parte significativa dos seus recursos se destina a pesquisas científicas.

Entre os destaques da instituição estão o Serviço de Saúde Pública dos EUA, que ajudou a erradicar o vírus da varíola, e o Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano, que desempenhou um papel fundamental no mapeamento do genoma humano.

TOTAL DE PATENTES REGISTRADAS: 790

2º lugar – Fraunhofer Society (Alemanha)

A sociedade que emprega mais de 26 mil funcionários investe anualmente U$ 2,2 bilhões do orçamento em pesquisas.

Os principais campos de atuação são segurança e proteção, energia e recursos, mobilidade e transporte, produção e fornecimento de serviços, comunicação e conhecimento, saúde e meio ambiente.

TOTAL DE PATENTES REGISTRADAS: 1.910

3º lugar – CEA (França)

A Comissão de Energias Alternativas e Energia Atômica da França (CEA) é uma instituição pública de pesquisa especializada em energias nucleares e renováveis, defesa, segurança, tecnologias da informação e saúde.

Os projetos desenvolvidos pela CEA vão desde a construção de embarcações nucleares até a melhoria da segurança cibernética do país. Possuem acordos de pesquisa com 55 universidades e escolas em todo o mundo.

TOTAL DE PATENTES REGISTRADAS: 2.508

4º lugar – Japan Science & Technology Agency (Japão)

A agência é uma das principais instituições de pesquisa do Japão e foi responsável pela implementação da política de ciência e tecnologia no país.

As pesquisas do JST se concentram principalmente em: inovação verde, inovação em alimentos, meio ambiente e saúde, nanotecnologia e materiais, informações e comunicações e ciência e tecnologia para a sociedade

TOTAL DE PATENTES REGISTRADAS: 319

5º lugar – Agency for Science Technology and Research (Cingapura)

A Agência de Ciência, Tecnologia e Pesquisa de Singapura (estilizada como A * STAR) é uma agência do setor público, que foi criada em 2002 como Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia.

As principais inovações da A*STAR estão na área de saúde, entre elas, um teste rápido para síndrome respiratória aguda.

TOTAL DE PATENTES REGISTRADAS: 881

 

A lista completa pode ser visualizada no site da Reuters.

* Todas as patentes citadas foram registradas entre 2012 e 2017.


+ RANKINGS MUNDIAIS

Ranking elenca os países com a Coca-Cola mais cara. Brasil está em 43º

Ranking mundial de vazamento de dados em 2018

15 pólos de inovação mundiais