Educação é a terceira causa mais apoiada pelos jovens, diz estudo

Estudo do Centro de Inteligência Padrão revelou que a educação é a terceira causa mais defendida. Veja entrevista com Marcos Paim, CEO da Educando.Org

Por: - 2 meses atrás

Crédito: Shutterstock

Apesar de a taxa de analfabetismo ter diminuído nos últimos anos, cerca de 11,5 milhões de brasileiros ainda não sabem ler e escrever. O estudo exclusivo “Jovens Transformadores”, realizado pelo Centro de Inteligência Padrão (CIP), em parceria com a plataforma de pesquisas eCGlobal, mostrou que 26% dos jovens pagariam mais por um serviço ou produto pelo propósito da marca ou empresa.

A pesquisa, feita com 1,2 mil jovens entre 18 e 34 anos, revelou que a terceira causa mais apoiada pelos jovens digitais é o apoio à educação.

Uma das organizações em prol dessa iniciativa no país é a ONG Educando.Org. A CM entrevistou o Diretor STEM e CTO da instituição, Marcos Paim, que comenta sobre o trabalho da organização e a importância dessa causa na atualidade.

Consumidor Moderno: Qual o trabalho da Educando.org?

Marcos Paim: A Educando é uma instituição que transforma a educação dos jovens da América Latina e faz isso por meio de formações e apoio contínuo a professores e diretores de escolas públicas. Trabalhando em parceria com o governo e empresas privadas, os três principais programas da Educando oferecem formação da mais alta qualidade, com foco nas pessoas e apoia professores e diretores de escolas públicas da América Latina.

CM: Como surgiu a ideia de criar a ONG? (Na verdade a Instituição é uma ONG)

MP: Ao visitar uma escola na Cidade do México durante uma viagem de negócios em 2000, a executiva da Wall Street Luanne Zurlo soube da falta de educação de qualidade disponível para a maioria das crianças latino-americanas. Ela passou dois meses visitando escolas servindo crianças carentes na região e voltou determinada a fazer a diferença. Ela deixou o trabalho em uma conhecida empresa da área financeira e uma carreira bem-sucedida de nove anos na Wall Street para iniciar a Educando (fundada como World Education & Development Fund – Worldfund), em dezembro de 2002.

CM: Qual a importância de se trabalhar questões relacionadas a educação?

MP: Acreditamos que a educação de qualidade é um direito de todas as pessoas e os professores e diretores são fundamentais para que essa qualidade desejada seja alcançada. Para tornar isso realidade, nossos programas de formação – IAPE, LISTO, STEM Brasil e STEM México – são projetados para inspirar os professores a atingir os mais altos padrões da profissão. São cursos plurianuais entregues pessoalmente na região por formadores locais treinados pela Educando. Com conteúdo de excelente qualidade, os programas ajudam os educadores a assumir o controle dos resultados da aprendizagem, envolver os alunos e desenvolver tarefas que incentivem a resolução criativa de problemas.

Com diretores de escola e professores melhor preparados, os alunos aprendem mais, não apenas conteúdos, mas também habilidades necessárias ao mundo do trabalho. Abre-se um mundo de oportunidades que, em escala, na medida que os programas encontram apoio para expansão, pode gerar impacto econômico e social para um país inteiro, além de melhorar nossas posições em rankings internacionais de educação e servir de modelo para implementação de políticas públicas.

CM: A geração Z e os millennials se debruçam mais sobre essa questão do que as demais gerações?

MP: Diferente de outras gerações, as novas não possuem a estabilidade de outrora. As rápidas mudanças na vida cotidiana, nas demandas do trabalho e nas profissões geram mudanças em todas as pessoas. É preciso ser proativo e desenvolver uma alta capacidade de aprendizado e adaptação. Os jovens entendem claramente isso e buscam mais objetividade na solução de problemas e, para eles, claramente a mudança na educação é necessária. A escola tem tido dificuldade em prepará-los para os desafios da vida profissional e quando eles não se sentem preparados, percebem que a escola falha com eles.

A experiência tem mostrado a Educando que um dos melhores e mais eficientes caminhos é o investimento na preparação dos professores e diretores de escola. Sabemos que que podemos contar com os jovens, geração Z e millenials para promover as mudanças na educação e fazer as mudanças necessárias, apenas precisamos dar os primeiros passos e dar-lhes oportunidades e responsabilidades.