Alexa e Siri poderão funcionar juntas?

A Amazon montou um plano estratégico que envolve várias parcerias para fazer o plano acontecer

Por: - 4 semanas atrás

Alexa

Você não leu o título errado! E esse não é um truque de hack como o Android no Nintendo Switch. Acontece que a Amazon já tem esse plano: fazer com que diversas assistentes virtuais de voz operem no mesmo dispositivo. Cortana, Alexa e Siri podem ser um trio de melhores amigas em algum tempo. E aí você se pergunta: mas como?

Para ouvir durante a matéria

Acontece que uma iniciativa chamada de “Voice Interoperability” foi disponibilizada na página exclusiva para desenvolvedores da Amazon. Os detalhes ainda são poucos, mas sabemos que o objetivo é um só: criar uma maneira segura para que esses sistemas conversem e operem de forma significativa visando integrar o cotidiano dos usuários. E parece que as concorrentes e parceiras concordam com a ação: Microsoft, Qualcomm, Spotify, Sonos, Sony e Intel já entraram nesse barco.

É claro que o impasse vem com a Apple. Já o Google também tem sua ausência dolorosa na lista de apoiadores e isso também se deve aos planos que a gigante da internet formatou para o Google Assistant, uma das únicas assistentes de voz sem um nome próprio. A Amazon alega que chamou as “ini-amigas” para participar do grupo, mas ainda sem sinal de respostas de ambas as empresas.

Vamos fazer um parâmetro: recentemente, as companhias entraram em uma concorrência acirrada com suas assistentes de voz. Siri, Alexa e Google Assistant são as três líderes desse novo mercado. Seria interessante para Google e Apple uma aliança com sua maior concorrente? Vale lembrar que Apple e Amazon travam guerras em outros setores, como o streaming de vídeo, música e lojas virtuais de entretenimento.

Em depoimento à Fast Company, um porta-voz da Google disse que “haviam acabado de ouvir sobre a iniciativa” e que “a companhia precisa avaliar os detalhes”. A empresa ainda ressalta que sempre tem interesse em participar de iniciativas que priorizem a privacidade e que ofereçam um ecossistema integrado e seguro. Será que vai rolar?

Alexa conseguirá reunir suas colegas?

Em acontecimentos recentes, a Apple anunciou que vai parar de guardar as gravações de voz colhidas pela Siri. Enquanto Amazon e Google continuam a guardar esses dados, seria esse um fator impeditivo para a gigante de Tim Cook? Caso analisemos a postura sisuda da Apple, a recusa pode dar-se por uma simples linearidade de manter integrada a sua própria linha e de não envolver-se em iniciativas terceiras. Um contraponto para isso também é o Apple Music, que opera em sistemas Android e em dispositivos como o Amazon Fire Stick. O Apple TV+ Plus também possui a mesma expectativa. Mas e quanto a Siri?

A Siri surgiu em 2011 junto ao iPhone 4s, e foi a primeira assistente de voz presente em celulares. Na época de seu surgimento, a internet foi palco de diversos vídeos e prints divertidos de interações criativas com a assistente de voz, que dava respostas igualmente engraçadas.

Já é possível encontrar a coexistência de assistentes de voz em dispositivos do Facebook, por exemplo.  O Portal Smart Display oferece suporte para Alexa, assim como outras empresas que operam dispositivos com suporte para as assistentes da Amazon e do Google. A diferença aqui é a necessidade de aplicativos de celular para mudar com qual assistente se fala no momento.

Filme ‘Her’ de 2013. Nele o personagem vive um romance com sua assistente virtual

 

“Múltiplos mundos acordados e simultâneos possibilitam a melhor opção para os usuários. Enunciado por enunciado, os clientes podem escolher qual serviço de voz dará o melhor suporte para uma interação específica. É animador ver essas companhias se unirem para atingir esse objetivo”

 Jeff Bezos, Fundador e CEO da Amazon

Na página de desenvolvedores da Amazon é possível encontrar outras empresas gigantes que apoiam a iniciativa, como a Tencent, Baidu, Verizon, BMW, Orange, Logitech e Salesforce. Todo esse esforço deve ser investido em iniciativas que permearão além da casa do usuário. Como citamos no Anúario de Relacionamento de 2019, a tecnologia de assistentes de voz é uma forte tendência que será com certeza interligada à Inteligência Artificial e a IoT. O movimento de grandes companhias é só o começo para um futuro excitante e cheio de possibilidades.


+ TECNOLOGIA

Assistentes de voz: como elas podem melhorar seu cotidiano?

Inteligência Artificial pode determinar se o crush vai dar certo

Global Trends: Robotização e automação mais próximas das pessoas