Forever 21 pede recuperação judicial nos Estados Unidos

Empresa planeja saída de Europa e Ásia, além do fechamento de 20% de suas lojas nos Estados Unidos. Por enquanto, operação brasileira não sofre alterações

Foto: Shutterstock

O já esperado pedido de recuperação judicial da Forever 21 aconteceu neste domingo (30), nos Estados Unidos. A varejista de moda tem dificuldades depois de passar por uma expansão mobiliária muito agressiva, principalmente em shopping centers.

A marca recorre a um dispositivo da lei norte-americana de falências que permite manter o controle e posse de seus bens enquanto administra uma reestruturação.

Fechamento de lojas

No pedido de recuperação judicial, a Forever 21 pede autorização para fechar 178 lojas nos Estados Unidos. O impacto do encerramento dessas operações deve ser enorme no mercado de shopping centers norte-americano. A varejista é a sétima maior inquilina da Simom Property Group, maior operadora de shopping centers dos EUA.

O encerramento das atividades da varejista pode acelerar um processo agressivo de fechamento de 25% dos shopping centers até 2022, previstos por estudos feitos no país.

Foto: Shutterstock

A queridinha dos adolescentes também pretende fechar a maioria de suas lojas na Ásia e na Europa. Não há previsão de fechamento de unidades na América Latina. No mundo todo, a empresa tem 815 lojas.

Ajuda

A empresa de fast fashion captou US$ 275 milhões em financiamento. Os credores foram a JPMorgan Chase e a TPG Sixth Street Partners.


+ NOTÍCIAS

Marisa pode fechar 18 lojas de baixo desempenho em 2019
As prioridades da operação da Home Depot, uma das maiores do varejo mundial

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Quanto custa abrir uma franquia de varejo no Brasil?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS