Pedágios sem cancela, atendimento sem barreiras

Com canais digitais que facilitam o contato com a empresa, Veloe, marca de cobrança automática, quer alcançar 1,5 milhão de clientes até o final de 2020

Por: - 1 mês atrás

Veloe, unidade de negócios da Alelo, que pertence ao Bradesco e Banco do Brasil, tem investido amplamente no relacionamento com o cliente. A startup, que começou a comercializar os planos de cobrança automática em pedágios, estacionamentos e shoppings, em julho do ano passado, já opera em 100% das rodovias pedagiadas do Brasil, em capitais e regiões metropolitanas.

E, para abocanhar esta fatia do mercado, uma das principais estratégias da empresa é ganhar a confiança do consumidor. Com isso, está apostando nos canais digitais para garantir respostas rápidas mas, ao mesmo tempo, personalizadas e que, de fato, identifiquem as demandas reais dos clientes.

“Com estes canais, podemos proporcionar uma experiência mais integrada e fluída em relação ao que o mercado já oferece, e diminuir o tempo com processos que limitam o propósito do serviço, que é a comodidade”, explica Alexandre Fontes, superintendente de Operações da Veloe.

Além do aplicativo que permite o usuário acompanhar saldo, fazer recarga e incluir ou bloquear veículos, está implementando canais digitais, como chat, WhatsApp e e-mail, dentro da própria ferramenta, para que os clientes consigam relatar problemas e tirar dúvidas de forma mais rápida.

veloe

Desta forma, os usuários também terão toda a sua jornada de consumo e uso do dos serviços sempre na palma das mãos. Podem consultar, por exemplo, um gráfico que aponta quanto do plano já foi consumido e qual categoria – estacionamento e pedágios – foi mais usada. “Nosso pulmão é viabilizar o acesso do cliente por meio de um acompanhamento totalmente digital”, comenta.

Além de otimizar o relacionamento com o público, a Veloe quer usar estes pontos de contato para ter um termômetro sobre como os usuários estão enxergando a companhia. “Acreditamos que a proximidade é que vai fazer a diferença e mostrar quais caminhos devemos seguir”, diz o executivo.

A marca também adotou um modelo agressivo de preços ao oferecer um ano de isenção na taxa do serviço. Para quem tem conta aberta no Bradesco ou BB – instituições donas da Veloe – a gratuidade se estende por 24 meses. O propósito é motivar consumidores novatos a usarem o serviço. Só desta forma, de acordo com Fontes, o público poderá vivenciar, na prática, a comodidade e a economia de tempo proporcionadas pela cobrança automática.


+ NOTÍCIAS

Qual o impacto econômico do Uber no transporte público?

Eu Vô: conheça o app de transporte só para idosos em SP