Banco Inter e Uber discutem parceria financeira

Tentativas querem impulsionar e reforçar os negócios do Banco Inter no Brasil

Crédito: Shutterstock

O Banco Inter e o Uber estão negociando uma parceria na área de serviços financeiros que pode resultar na integração de um movimento que demonstra a intenção do grupo japonês SoftBank de reforçar seus negócios na América Latina.
O SoftBank já é acionista do Uber e neste ano adquiriu 15% da participação do Banco Inter. Mesmo que o investimento na plataforma de transporte tenha sido nos EUA, a possível parceria financeira, se concretizada, significaria o primeiro passo para o avanço das estratégias no mercado brasileiro. Uma das grandes propostas do SoftBank é criar um ecossistema de serviços por aplicativo.
Até o momento, os principais investimentos realizados pela corporação japonesa no país, além do Inter, estão na Gympass, Quinto Andar, Rappi e na Creditas.
Segundo a Agência Reuters os principais alvos do acordo seriam os motoristas do Uber e os mais de 3 milhões de clientes do banco. Entre os objetivos da ação está o aquecimento e o estímulo dos negócios do Inter no Brasil, que é o segundo maior mercado do aplicativo de transporte no mundo, só perdendo para os Estados Unidos.

VOCÊ VIU? Uber faz acordo e adquire participação no mercado de entregas de supermercado

As vantagens do acordo entre as empresas se concentram nos processos de gestão financeira, por exemplo, a entrega de serviços bancários completos do Banco Inter para o Uber que acarretaria no recebimento imediato em conta das corridas. Outro benefício seria a eliminação do custo das tarifas de cartão de crédito quando o passageiro pagasse através da sua conta Inter.
Esse pode ser só o começo de uma série de ações no ramo da SoftBank no Brasil, já que é uma tendência das prestadoras de serviços e varejistas oferecerem soluções financeiras para conquistar clientes.
O grupo japonês anunciou em março um fundo de US$ 5 bilhões para investir na América Latina. No mesmo segmento, o Uber fechou uma parceria no México com o banco espanhol BBVA para lançar um cartão de débito para os motoristas, onde eles não tenham que pagar comissão pelo seu uso.


+ INOVAÇÕES BANCÁRIAS

Como o speech analytics mudou o SAC do banco Votorantim

Itaú Digital Lab: a ferramenta do banco para ouvir continuamente seus clientes

Banco Original lança plataforma digital focada no microempreendedor


MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Quanto custa abrir uma franquia de varejo no Brasil?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS