Braskem desenvolve microfibra a partir de copos descartáveis

Área dedicada à reciclagem na empresa amplia estudos para desenvolvimento de soluções que minimizem impactos ambientais na cadeia de valor

Por: - 4 semanas atrás

copos descartáveis Divulgação: Braskem

Já imaginou para onde vão aqueles copos plásticos que usamos no dia a dia? A Braskem desenvolveu uma microfibra feita a partir de copos descartáveis para aplicação na indústria têxtil.

A empresa reafirma o projeto de soluções cada vez mais inovadoras e sustentáveis por meio do uso do plástico na cadeia de valor. O material de polipropileno (PP) poderá ser usado na fabricação de embalagens e tecidos, por exemplo.

Para certificar a viabilidade técnica e econômica do processo de produção renovável, a Braskem segue em parceria com empresas ligadas ao setor têxtil, como Profil, responsável pela produção dos fios e cliente da petroquímica, e a EcoSimple.

VOCÊ VIU? Fast Fashion cria moda sustentável com fibras de abacaxi e cascas de laranja

A companhia também firmou parceria com a grife PatBO para utilização de fios e tecidos à base de microfibra de PP com material reciclado. As peças de moda praia feitas com o material foram destaques no desfile da nova coleção da marca na última edição da São Paulo Fashion Week – principal evento de moda do Brasil.

“As parcerias têm sido fundamentais para que possamos evoluir o desenvolvimento de soluções que possam fortalecer a Economia Circular na cadeia de valor em que atuamos. O Polipropileno, que já é uma alternativa com custo mais acessível e viável para atender a demanda crescente da indústria têxtil, pode oferecer vantagens ainda maiores para o setor se for produzido a partir de material reciclado”, explica André Giglio, especialista de Desenvolvimento de Mercado Polipropileno da Braskem.

Divulgação: Braskem

Projeto consciente

Com o objetivo de reduzir o impacto ambiental e desenvolver soluções inovadoras, a Braskem consegue, no caso do PP com material reciclado, um índice de impacto ambiental 45% menor do que em outras alternativas mais utilizadas em tecidos sintéticos.

“A sustentabilidade é uma questão muito presente em nossos processos e temos avançado cada vez mais no desenvolvimento de soluções que possam minimizar impactos ambientais na cadeia de valor de forma geral. A ampliação do nosso portfólio de produtos sustentáveis é consequência dos nossos compromissos com a Economia Circular, que incluem investimentos em tecnologia e inovação e trabalho conjunto com nossos parceiros, clientes, fornecedores e a sociedade”, afirma Ana Laura Sivieri, Diretora de Marketing & Comunicação da Braskem.

Os tecidos fabricados com as microfibras de material reciclado também são recicláveis e, ao final da sua vida útil, se descartados adequadamente, poderão ser transformados em novas malhas ou outros produtos.


LEIA MAIS

Braskem desenvolve primeiro solvente reciclado

Tramontina e Braskem lançam primeira cadeira feita de plástico reciclado no Brasil

Coca-Cola produz primeiras garrafas com plástico retirado dos oceanos