Consumidor pode remarcar viagem para praia atingida por óleo, diz Procon SP

Vai viajar para uma das praias atingidas por óleo? Fernando Capez, diretor do Procon São Paulo, falou sobre o direito do consumidor em casos excepcionais

Foto: Adema

Um mistério ronda o litoral nordestino. Desde o início de setembro, manchas de óleo têm aparecido em praias de estados como Alagoas, Bahia e Sergipe, causando um incalculável desastre na fauna e flora local. Há ainda outras formas de prejuízo, dentre elas as que afetam o consumidor.
Em qualquer época do ano, o  Nordeste recebe milhões de turistas, que ocupam a rede hoteleira à beira mar e fomentam a economia local. Infelizmente, por causa do incidente, o visual não é dos melhores,  tornando o que deveriam dias agradáveis em uma péssima e esquecível experiência para o cliente.
Pensando nisso, a Consumidor Moderno pediu para Fernando Capez, diretor do Procon São Paulo, falar sobre alguns dos direitos do consumidor em situações excepcionais como essa e que prejudicam tanto consumidores quanto empresas. A boa notícia é que o cliente pode remarcar a viagem para outra data ou até mesmo cancelar – nesse caso, isso depende de uma situação específica e que você poderá conferir no vídeo a seguir.

Você segue a CONSUMIDOR MODERNO no INSTAGRAM?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Agendou uma viagem para as praias nordestinas e quer desistir devido aos vazamentos de óleo? Sabia que você pode remarcar sua viagem? A palavra é do @proconsp Confira em consumidormoderno.com.br #praias #nordeste #natureza #oleo #vazamento #petroleo #procon #consumidor #proconsp #direitos #lei #noticias #justiça #defesadoconsumidor #consumo #consumidormoderno

Uma publicação compartilhada por Consumidor Moderno (@consumidormoderno) em

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS