Gol lança robô atendente no aeroporto de Guarulhos

A Gal ainda está em fase de testes, mas promete ajudar passageiros em dúvidas de autoatendimento, como despacho de bagagem e check-in

Por: - 3 semanas atrás

Gol Crédito: Divulgação Gol

A Gol começou a experimentar no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, a primeira robô da América Latina de atendimento ao cliente. A Gal, como já era conhecida nos canais online de autoatendimento da companhia, ganhou corpo físico e através de um sistema de inteligência artificial poderá solucionar dúvidas sobre procedimentos gerais de embarque antes da viagem.

A automatização de serviços menos complexos, através de assistentes virtuais como a da robô, pode ser uma solução para os problemas cada vez mais presentes nos aeroportos relacionados ao aumento da demanda de voos e falta de espaço e equipe para lidar com o público.

Apta a esclarecer perguntas frequentes relacionadas a despacho de bagagem, check-in, remarcação de assentos e trocas de passagem, a Gal ainda está em fase de testes, entretanto, a expectativa é que venha solucionar até 80% das dúvidas que os clientes costumam ter antes de embarcar.

Para José Luiz  Belixior, diretor de aeroportos da Gol, o objetivo é promover uma experiência simples e inteligente.

“A Gal nos ajudará a interagir com os nossos clientes de uma maneira diferente e inovadora. Ela será uma nova opção de contato, mas não substituirá em nenhum momento as atividades de um dos nossos colaboradores”, explica.

No seu primeiro dia de trabalho, quando questionava sobre como poderia ajudar os passageiros, a robô dizia que poderia passar informações, mas complementava: “Pega leve, ainda estou aprendendo”, em referência ao acervo de respostas programadas ainda limitado.

Segundo Paulo Palaia, diretor de TI da Gol, a empresa sempre foi pioneira na busca de soluções inovadoras para entregar valor, facilitar e agilizar processos de viagem.

“Estamos muito orgulhosos em ser a primeira companhia da América Latina a transformar a nossa simpática atendente virtual em uma robô. Com essa novidade, trazemos a inteligência artificial ainda mais próxima do nosso dia a dia”, afirma.

A Gal também está configurada para se locomover no aeroporto em 10 pontos diferentes. Se um cliente, por exemplo, precisa de ajuda para chegar até a loja ou área de atendimento preferencial, ela poderá auxiliá-lo no trajeto. Além disso, foi programada para estabelecer uma aproximação com os clientes de forma divertida e descontraída, respondendo questões pessoais como comida predileta, se viaja de avião, de onde veio, cor preferida etc.

A expectativa da companhia aérea é que após o período de testes, a robô ganhe novos protótipos e seja ampliada, ainda em 2020, para outros terminais do país.


+ ROBÔS

Senado mantém veto a revisão humana nas decisões tomadas por robôs

Como é feita a educação dos robôs no Grupo Services

Empresas de telefonia prometem banir robôs usados para verificar disponibilidade do cliente