Países nórdicos comandam as tendências do mercado de beleza

Fazer tudo com mais calma e valorizar a natureza estão entre os ideais dessa nova forma de consumo de beauté

Foto Pixabay

Nos últimos anos, o mercado mundial da beleza foi dominado pela alta tecnologia e busca da perfeição – principalmente no que se refere à cuidados com a pele.
Essas são as grandes premissas do cuidado com a aparência vindas da Coréia e do Japão. Referência em skincare, as coreanas com suas peles impecáveis (e escondidas do sol) se tornaram alvo do desejo no lado ocidental do mundo.
Mas uma nova onda, que prima por mais produtos naturais e tempos de autocuidado contínuos, chegou com força este ano.
De acordo com diversos veículos internacionais, como o jornal espanhol El País, por exemplo, entramos no tempo em que os nórdicos vão dizer o que está em alta quando o assunto é beauté.

mercado de beleza

Foto Unsplash


A subida rumo à parte superior do globo começou com Hungria e Alemanha, que têm cosméticos em ascensão na Europa – uma boa parte deles com apelo vegano ou orgânico.
Mas é em países como Suécia, Islândia e até mesmo em regiões gélidas como a Sibéria, que a indústria da beleza busca por novidades. Por lá existem elementos minerais e vegetais únicos capazes de cuidar da nossa aparência e que são misturados à fórmulas que passam longe do uso de químicos como a família dos parabenos.
mercado de beleza
Quanto mais ao norte se vai, mais se encontram esses três pilares no movimento de beleza das marcas nórdicas: poucos ingredientes nas fórmulas – o que têm tudo a ver com uma preocupação com a questão da mudança climática e no uso correto dos recursos naturais, uma rotina diária com poucos produtos para a pele sem gastar tempo à toa e o fim do milagre da “beleza eterna”.
A ideia é cuidar um pouco de si todos os dias e melhorar o rosto ou o corpo ao máximo dentro do possível para cada idade.

Entre as marcas indicadas pelos reports de beleza sobre o assunto, aqui vai um top 3 para conhecer e experimentar em uma próxima viagem ou compra online:

Maria Nila, de Estocolmo
Focada em cuidados com os cabelos, protege os fios dos raios UV do sol e promete prolongar a cor dos tingidos. É vegana e vende online.


Bioeffect, da Islândia
Nascida em 2010, possui apenas 9 produtos no portfólio, que podem ser usados por homens e mulheres. Tudo tem como base uma proteína chamada EGF, extraída da semente da cevada.


Natura Siberica, vinda da Sibéria, mas com ingredientes dinamarquês
Está entre as mais conhecidas do segmento e é encontrada em diversos países da Europa, como Portugal e Espanha. Tem produtos para o corpo e para o rosto feitos de sais minerais.

mercado de beleza


+ BEAUTÉ

6 hábitos da geração Z que estão mudando o mercado da beleza
Natura: uma gigante na defesa da Amazônia! Veja entrevista exclusiva
Do vegano ao sem perfume: indústria de cosméticos aposta em segmentação
Natura utiliza o Google para aumentar em 30% eficiência na criação de produtos
P&G lança impressora jato de tinta para o rosto






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS