Conheça as empresas da década; Lista traz nomes como Habib’s, Telhanorte e Bradesco

Quais os principais players que se destacaram nos últimos anos? Veja a lista completa dos homenageados e conheça cases de sucesso

O período de 2010 a 2019 representou um ciclo repleto de desafios, adversidades e instabilidades. Reconhecer e valorizar empresas e executivos que superaram esse período, gerando valor para o cliente, é um exercício complexo, mas necessário.
Os Campeões da Década têm o mérito de centrar suas estratégias e ações em torno do consumidor. Correspondido, ele prestigia e volta como cliente, exercendo a preferência por marcas e empresas com as quais vivencia uma relação de correspondência e reciprocidade. Da satisfação, do engajamento, da recomendação e até do encantamento saem os dividendos do acionista. É essa a lógica dos negócios, a partir da visão da Consumidor Moderno.

ACCOR: DA PADRONIZAÇÃO À PERSONALIZAÇÃO

A Accor tem expandido consideravelmente sua presença no Brasil. Reconhecida como uma das Empresas da Década, a companhia francesa identificou, nos últimos anos, o aumento da bagagem de informação do cliente. “Os últimos anos marcaram uma total revolução para nosso negócio e para as indústrias de viagem e turismo”, diz Patrick Mendes, CEO América do Sul da AccorHotels. (Clique para saber mais);

ALGAR TELECOM: INOVAÇÃO E CRESCIMENTO

Eleita Empresa da Década, a Algar Telecom percorreu uma trajetória nos últimos anos marcada por investimentos em inovação, modernização da rede e contínua expansão geográfica com foco no segmento B2B. Foram ações com o objetivo de ampliar a atuação nacional da empresa e prepará-la para a diversificação de receitas, a fim de torná-la uma Telecom TIC Digital. (Clique para saber mais);

ASSAÍ: SORTIMENTO, QUALIDADE E PREÇO BAIXO

Estes são alguns dos ingredientes que tornaram o Assaí a maior bandeira do GPA, com operação em 18 Estados e 15 milhões de clientes ao mês. A rede passou de 20 lojas concentradas em São Paulo em 2012, quando começou seu processo de expansão, para 165 lojas ao fim deste ano. (Clique para saber mais);


BASF DO BRASIL: FOCO NO CLIENTE DO CLIENTE

A empresa tradicionalmente B2B, que, no Brasil, detém a marca Suvinil,  que se comunica diretamente com o cliente, tem promovido, na última década, diversas inovações focadas no atendimento, como um chatbot para o Facebook, um app para que o consumidor possa simular como ficará a cor escolhida na parede da sua casa e uma plataforma online de recomendação de pintores. Este ano, ela também se uniu à startup Archie para oferecer um serviço de consultoria de cor. (Clique para saber mais);


BRADESCARD: AS DIFERENTES FACES DO CARTÃO

Poucos setores mudaram tão radicalmente quanto os meios de pagamento nas relações com os consumidores. Há dez anos, pagava-se quase que exclusivamente com cheque, dinheiro e cartão. Hoje, já existe pagamento por aproximação, via QR Code e até o chamado m?commerce ou mobile commerce. E tudo isso foi provocado por um dispositivo chamado smartphone. A Bradescard, uma das maiores operadoras do País, soube acompanhar esses movimentos que não são apenas de tecnologia, mas também uma demanda do próprio consumidor. (Clique para saber mais);


BRADESCO: SOLIDEZ, EVOLUÇÃO E DINÂMICA INTENSIVA

Há uma estreita ligação entre o Bradesco e a inovação digital. Nos anos 60, o banco foi a primeira empresa brasileira e da América do Sul a usar um supercomputador para cálculos complexos. Além disso, a instituição financeira foi pioneira no uso do internet banking no País. Agora, o objetivo é transformar digitalmente toda a companhia a partir da BIA, a sua inteligência artificial. Esse é apenas o começo de uma nova jornada. (Clique para saber mais);


BRASILPREV: DE OLHO NA APOSENTADORIA DO FUTURO

Hoje, menos de 10% da população brasileira possui um plano de previdência privada. O percentual, embora aparentemente pequeno, movimenta um gigantesco montante que corresponde a 25% do Produto Interno Bruto (PIB). É justamente nesse cenário que a Brasilprev se tornou a companhia com a maior carteira de previdência privada aberta do País – ou o grande campeão da última década. (Clique para saber mais);


CARREFOUR: A DÉCADA DE OURO

Hexacampeão na categoria “Varejo – Super e Hipermercados” do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente; duas vezes reconhecido como a Marca mais Amada do País; e três vezes vencedor do prêmio “Empresas Notáveis”, o Carrefour viveu uma década de ouro. Em 2010, tinha 260 pontos de venda pelo País. Hoje, são mais de 675 e 84 mil funcionários. O crescimento no período também foi ancorado pelas vendas do Atacadão, bandeira de atacarejo do grupo francês. Em 2010, havia 79 lojas da bandeira cash and carry; hoje, são 181. (Clique para saber mais);


COCA-COLA: REPAGINADA E MAIS SUSTENTÁVEL

A Coca-Cola é uma das marcas mais icônicas da história. Por isso mesmo, também uma das mais valiosas no mundo: US$ 80 bilhões, segundo a consultoria inglesa Kantar. Portanto, qualquer movimento nessa seara é minuciosamente estudado. Mas o tempo passa até para essa marca de 127 anos que está no Brasil há quase oito décadas. E, em 2018, a Coca-Cola fez uma nova atualização da logomarca que refletem as novas demandas dos consumidores. Clientes mais empoderados, atentos ao que consomem e conscientes ambientalmente estão norteando os rumos da Coca-Cola no mundo e no Brasil. (Clique para saber mais);


FIAT: MUITAS HISTÓRIAS NA BAGAGEM

A última década foi marcante para o Grupo FCA. Em 2009, ela desembarcou no Brasil um ícone da indústria automotiva mundial: o novo Fiat 500, com design moderno e tecnologia avançada. No mesmo ano, lançou o Fiat Mio, um projeto de carro conceito desenvolvido com o consumidor. Em 2010, o público conheceu o novo Uno, seu campeão de vendas e o primeiro carro nacional com o Start&Stop. Em 2011, comemorou os seus 35 anos no Brasil com um show do tenor Andrea Bocelli, em Belo Horizonte. Em 2014, concluiu a fusão com Chrysler na FCA, dando origem à Fiat Chrysler Automobiles. No ano passado, inaugurou, em São Paulo, sua primeira concessionária digital. (Clique para saber mais);


FLEURY: SAÚDE GERA CONHECIMENTO

Saúde, cuidado e conhecimento. Estes três termos fazem parte do dia a dia do Grupo Fleury, empresa de 93 anos que colabora com a obtenção de respostas para questões relacionadas à saúde e, consequentemente, leva qualidade de vida para os clientes. (Clique para saber mais);


GOL: DEMOCRATIZANDO A AVIAÇÃO

Em 18 anos, a GOL já transportou mais de 450 milhões de pessoas em cerca de 3,8 milhões de voos, para os mais diversos destinos do Brasil, da América Latina, do Caribe e dos Estados Unidos. “Com orgulho, podemos dizer que a companhia foi responsável pela democratização da aviação no País ao oferecer bilhetes mais acessíveis, além de possibilitar que mais de 22 milhões de clientes viajassem pela primeira vez de avião nos últimos dez anos”, diz Paulo Kakinoff, presidente da GOL. (Clique para saber mais);


GRUPO BOTICÁRIO: A BELEZA DE SER CAMPEÃO

Prestes a completar dez anos de existência e presente em 15 países, o Grupo Boticário reúne mais de seis marcas com um único propósito: criar oportunidades para a beleza transformar o mundo ao seu redor. A varejista de beleza responsável pelas marcas O Boticário, Eudora, quem disse, berenice?, The Beauty Box, Multi B e Vult e, mais recentemente, da plataforma Beleza na Web é uma das grandes homenageadas da década. (Clique para saber mais);


HABIB’S: UMA HISTÓRIA SURPREENDENTE

Muito mais que uma rede de fast-food árabe. Essa é a promessa do Habib’s para o consumidor que entra em uma de suas lojas. A história da rede começou quando o estudante de medicina Alberto Saraiva, então com 19 anos, assumiu a padaria da família, iniciando sua caminhada no mundo dos negócios. Em 1988, o Habib´s abriu sua primeira loja na Rua Cerro Corá, em São Paulo. Em 1992, começou a crescer através do sistema de franquias. Em 2001, lançou o Alô Tia Eda, uma central de atendimento para tirar dúvidas e ouvir opiniões de clientes. (Clique para saber mais);


ITAÚ UNIBANCO: O CONSUMIDOR MUDOU. O ITAÚ UNIBANCO TAMBÉM

O ano de 2019 começou com uma ótima notícia para o Itaú Unibanco. Segundo um informe emitido em janeiro deste ano pela B3 (antiga Bovespa), o banco se tornou a empresa mais valiosa do Brasil. Hoje, seu valor de mercado é de R$ 314,8 bilhões contra R$ 175,1 bilhões em 2009. Dessa forma, superou as concorrentes do seu segmento e outras empresas líderes, como a Ambev. Além disso, a Interbrand, consultoria global de marcas, afirma que o banco é a marca mais valiosa do Brasil, com um valor superior de R$ 33 bilhões – um crescimento de 13% na comparação com o resultado de 2018. (Clique para saber mais);


MERCEDES-BENZ: DIA D OUVIR O CLIENTE

A história da Mercedes traduz o primeiro capítulo da motorização veicular no mundo. Os protagonistas, Gottlieb Daimler e Carl Benz construíram paralelamente os primeiros automóveis motorizados do mundo. No dia 29 de janeiro deste ano, a Mercedes-Benz parou as atividades de 10 mil funcionários nas fábricas em São Bernardo, Campinas e Juiz de Fora (MG) por um motivo nobre: ouvir o cliente. No chamado “Dia D Cliente”, consumidores, executivos e todos os funcionários conversaram sobre os produtos da marca: o que deu certo, o que deu errado e o que pode ser melhorado. Foi com esse pensamento que, entre 2010 e 2019, a marca venceu o Prêmio Consumidor Moderno por sete vezes na categoria “Automóveis de luxo” e oito vezes na categoria “Caminhões”. (Clique para saber mais);


PAGSEGURO: ACESSAR O VAREJO TRADICIONAL: O DESAFIO DA DÉCADA

O PagSeguro, que oferece soluções de pagamento para lojas virtuais e varejo tradicional, promoveu uma verdadeira inclusão financeira no País na última década. Isso porque permitiu, com seus serviços, que empreendedores desbancarizados tivessem a oportunidade de prosperar em seus negócios. “Desenvolvemos diferentes maquininhas de cartão, para todos os tipos e tamanhos de negócio”, explica Ricardo Dutra, CEO do PagSeguro. (Clique para saber mais);


RIACHUELO: DEMOCRATIZAÇÃO DA MODA

A história da Riachuelo começou em 1947, com a venda de tecidos a preços baixos em lojas de rua. Em 1979, a empresa, já como parte do Grupo Guararapes, passou a oferecer roupas prontas. Desde então, as peças saem de grandes fábricas em Natal (RN) e Fortaleza (CE), que contam com 508 mil e 118 mil metros quadrados, respectivamente. Hoje, a Riachuelo é considerada a maior empresa de moda e uma das três maiores redes de varejo do País. (Clique para saber mais);


SABESP: O DESAFIO DA CRISE HÍDRICA

Nos últimos dez anos, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) investiu R$ 3,7 bilhões por ano, em média, em serviços de saneamento. A cifra ampliou o número de municípios atendidos pela empresa de 366 em 2009 para 373 em 2019. Nesse período, o índice de abastecimento de água nos municípios atendidos se manteve igual ou superior a 99%, enquanto o índice de atendimento em coleta de esgoto passou de 80% para 83% e o tratamento do esgoto coletado, de 74% para 76%. (Clique para saber mais);


SEM PARAR: A ETIQUETA ABRE PORTAS

No início, ela apenas abria cancelas em rodovias pedagiadas. Depois, a etiqueta fixada no para-brisas de automóveis passou a fazer o pagamento em estacionamentos. Agora, permite pagar a conta de combustível, a lavagem do automóvel e até o sanduíche do fast-food. Sem dúvida, a tecnologia criada pelo Sem Parar caiu no gosto do brasileiro. Ao longo de uma década, o sistema de identificação passou de uma base de 2 milhões para 5,5 milhões de clientes, em 2019. O número de estacionamentos cadastrados deu um salto ainda maior: de 78, em 2010, para mais de 1.300 hoje. (Clique para saber mais);


SKY: O DESAFIO NÃO MUDA

No início da década, a chegada do HD movimentou as empresas do setor. A SKY foi pioneira na popularização da tecnologia no Brasil. Mais tarde, a operadora lançou a opção de recarga. Mais uma vez, a empresa foi pioneira. Depois da popularização dos serviços de streaming, a SKY não ficou para trás e lançou o SKY Play. Transmissão de filmes em widescreen (tela retangular, de 16 por 9), uso de multicâmeras para exibição de competições e espetáculos e exibição de informações adicionais aos programas em segunda tela (Enhanced Television) compõem a lista de soluções inovadoras da SKY nos últimos anos. (Clique para saber mais);


SULAMÉRICA: FOCO EM SAÚDE

Em agosto de 2019, a seguradora brasileira SulAmérica vendeu o segmento de automóveis para a concorrente alemã Allianz por R$ 3 bilhões. A transação foi o passo definitivo para a empresa brasileira – um dos maiores grupos seguradores do País – concentrar seus negócios nos segmentos de saúde, odontologia, vida e previdência. Essa mudança de rumo já vinha ocorrendo nos últimos anos, motivada por uma profunda transformação tecnológica que afeta o setor de saúde. (Clique para saber mais);


SUVINIL: INOVAÇÃO CONSTANTE

Desde a sua fundação, há mais de meio século, a fabricante de tintas Suvinil, marca da alemã BASF, colocou inovação como palavra de ordem dentro da companhia. Foi assim nos primórdios da empresa, com a produção de tintas automotivas, e mantém-se até hoje, com o lançamento de tecnologias como a COLORi, um dispositivo integrado ao aplicativo da empresa que identifica, em tempo real, as cores de qualquer superfície plana e mostra a pigmentação equivalente na paleta de cores da marca. (Clique para saber mais);


TELHANORTE: A CONSTRUÇÃO DE SONHOS

Parte do Grupo francês Saint-Gobain desde 2000, a Telhanorte, uma das maiores redes varejistas de material de construção do País, conseguiu se destacar na última década por considerar, em suas estratégias, não só soluções a famílias em busca de produtos e orientações para construir e reformar seus lares como também os profissionais que participam dessa jornada. Ela foi a primeira rede, por exemplo, a adotar um novo conceito de loja no mercado brasileiro – a Pro Telhanorte –, com lojas destinadas a profissionais da construção. (Clique para saber mais);


UOL: UMA NATIVA DIGITAL

O UOL tem acumulado números expressivos. São cerca de 107 milhões de visitantes únicos por mês; ou seja, oito em cada dez internautas no Brasil acessam o Universo Online. Lançado em 1996, ele conta com uma plataforma multimídia que abriga veículos, vídeos e outras diversas formas de interação com o usuário. Vale destacar que a empresa ultrapassou as barreiras de conteúdo e trouxe uma gama de produtos digitais para o consumidor, como o UOL Assistência Técnica, uma solução de assistência remota para equipamentos e computadores; o UOL Leia +, um produto de conteúdo que disponibiliza dezenas de jornais e revistas digitais em um único produto; e o UOL Esporte Clube, um agregador de conteúdo esportivo em vídeo, em parceria com grandes players, que oferece os principais campeonatos esportivos. (Clique para saber mais);


VIVO: CONEXÕES TRANSFORMADORAS

A Vivo foi protagonista no processo de empoderamento do consumidor e, na última década, entregou ao cliente o poder da conexão, garantindo infraestrutura, conectividade e experiência excelentes, independentemente do canal escolhido. Com a conexão 5G, essa realidade tende a se intensificar: dispositivos de Internet das Coisas e M2M podem passar a fazer parte do cotidiano. (Clique para saber mais);


WHIRLPOOL: ANTECIPAR OBJETOS DE DESEJO DOS CONSUMIDORES
A Whirlpool Corporation, fabricante líder mundial de eletrodomésticos, foi eleita a empresa da década pela revista Consumidor Moderno. De 2010 a 2019, a Whirlpool aumentou o seu Market Cap (capitalização de mercado) de US$ 6 bilhões para US$ 12,9 bilhões. Para Renato Cerri, diretor de Consumer Care, grande parte desse crescimento pode ser associado ao relacionamento da empresa com o cliente, à preocupação em montar um time diverso e competente e ao investimento na transformação digital. (Clique para saber mais);


LEIA AGORA A EDIÇÃO ESPECIAL DA REVISTA CONSUMIDOR MODERNO COM OS CAMPEÕES DA DÉCADA


JÁ SEGUE A CONSUMIDOR MODERNO NO INSTAGRAM?

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS