GPA vai utilizar seus hipermercados como centros de distribuição de e-commerce

O modelo vai abranger localidades que não têm centros de distribuição exclusivos nem lojas preparadas para atender as demandas online

Divulgação

O GPA está lançando um novo formato de centro de distribuições para as demandas online do e-commerce do Extra e do Pão de Açúcar, que vai destinar uma parte do estoque das unidades do hipermercado Extra para os produtos com maior número de pedidos no meio online.

Na prática, o novo sistema vai facilitar a logística das entregas das compras feitas pela internet, já que deixa de haver uma dependência dos centros de distribuição muito distantes das cidades.

É o caso do Rio de Janeiro, primeira cidade a receber o e-store. Como a localidade não tem uma gama de pedidos online muito grande, também não há um centro de distribuição exclusivo, nem lojas preparadas para atender o serviço.

No terceiro semestre desse ano, o e-commerce do GPA cresceu 30% e os avanços são fruto dos novos formatos de loja e variedade das modalidades de entrega para atender aos diversos tipos de consumidores.

Exemplo disso são os modos Express, onde os pedidos chegam ao consumidor em até quatro horas após a compra, e o Clique & Retira, que permite ao cliente comprar pelo site e retirar na loja de sua preferência.

“Com uma estrutura totalmente dedicada para essa operação, conseguimos avançar no aprimoramento dos serviços oferecidos pelos nossos sites de compras e suportar o crescimento do nosso e-commerce”, analisa Rodrigo Pimentel, diretor de e-commerce do GPA.

A principio a modalidade vai atender aos pedidos online das bandeiras Pão de Açúcar e Extra, mas o grupo já está visionando novas possibilidades, como o abastecimento dos entregadores do aplicativo James Delivery e uma diminuição do tempo das entregas Express. Em médio prazo também será possível que as marcas alcancem localidades onde não estão presentes fisicamente.

“Com essa estrutura, o cliente poderá realizar uma compra no e-commerce do Pão de Açúcar, por exemplo, mesmo que a rede não tenha uma loja física na sua cidade, isso porque a composição do hipermercado nos permite manter um estoque de produtos para ambas as marcas de varejo do GPA”, completa o executivo.

A estratégia vai levar em consideração também o perfil dos consumidores que varia de acordo com a bandeira. No Extra, por exemplo, produtos do dia a dia, como mercearia básica e papel higiênico, são mais requisitados, já no Pão de Açúcar são as bebidas alcoólicas e os produtos de limpeza.

O Extra Hiper Barra, no Rio de Janeiro, foi a primeira loja a receber o depósito. A intenção é que as cidades de Belo Horizonte e Brasília também recebam o novo espaço no início de 2020.

Cidades onde a demanda online já é muito alta ainda não fazem parte do projeto. São Paulo, por exemplo, já conta com um centro de distribuição semi-automatizado, com 27 mil metros quadrados, voltado para o e-commerce, a cidade também conta com 80 lojas preparadas para atender esses pedidos.


+ GPA

GPA tenta avanço no Nordeste com o formato Mercado Extra

GPA vai levar bandeira Minuto Pão de Açúcar para dentro das empresas

GPA vai lançar lojas com reconhecimento facial e self-checkout

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS