On e off: essa separação ainda existe?

Para o VP Comercial da Atento, o futuro reserva uma maior harmonização entre um dos mais representativos dilemas da atualidade

Toda empresa que se importa com o próprio futuro está pensando em transformação digital. Isso é positivo, pois mostra que o mercado está atento aos caminhos que levam à inovação. Ao mesmo tempo, é preciso considerar que ainda há muitas organizações que não sabem exatamente qual transformação devem realizar.
“Temos observado que há um debate muito intenso e até mesmo um pouco imaturo sobre a competição entre a Inteligência Artificial e o ser humano”, afirma Luiz Guilherme Prates, VP Comercial da Atento.
Muitas organizações consideram que a saída viável para esse cenário é a robotização de tudo. “A transformação do setor já tem uns anos e fica claro que o trabalho humano é sempre responsável pela parte mais nobre de qualquer serviço”, diz o executivo.
Como, então, fazer uma distinção correta entre o que deve ser digitalizado e o que precisa permanecer nas mãos do colaborador?
Prates explica que tudo o que puder ser algoritimizado pode ser automatizado – como o agendamento de um exame. Porém, o que não é repetitivo precisa ficar à cargo das pessoas.
Por isso, o VP Comercial da Atento considera que, nos próximos anos, deve haver uma maior harmonização entre humanos e tecnologias. Esse é um caminho natural, considerando a evolução do debate e da compreensão sobre transformação digital.
Ele acredita também que, nesse processo, o Brasil voltará ao patamar de pleno emprego e a colaboração do setor de relacionamento com clientes nesse processo será grande, visto que o atendimento humano irá bem além do canal telefônico: do e-mail ao WhatsApp – em muitos casos as pessoas serão essenciais.
Por fim, ele defende que, para tratar bem o cliente, é preciso esquecer que existe distinção entre on-line e off-line.
Um grande exemplo positivo é a Amazon, obviamente: com sistemas, serviços e inteligência integrados, a empresa se tornou referência nos mais diversos aspectos – do uso assertivo dos dados à eficiência logística. E as empresas no Brasil ainda têm muito o que aprender com ela.

JÁ SEGUE A CONSUMIDOR MODERNO NO INSTAGRAM? VEJA AS NOVIDADES E SAIBA TUDO SOBRE O LANÇAMENTO DO NOSSO PODCAST

 

Ver essa foto no Instagram

 

E parte do mistério acaba aqui…? ? Nosso podcast estreia amanhã! Fique ligado em nossas mídias sociais. Ao longo do dia mais novidades sobre o projeto.? ? No vídeo, falas de: Iza Dezon, Rebeca de Moraes e Morris Litvak? ? Amanhã em todas as plataformas de áudio! ✨? Fique ligado no nosso site: http://podcast.consumidormoderno.com.br Quer saber mais sobre algum assunto? Adoramos receber sugestões. Fale com a gente pelo email podcast@gpadrao.com.br ? #podcasts #consumo #comportamento #tendencias #futuro #inovacao #atualidades #noticias #experiencia #tecnologia #consumidormoderno #spotify #deezer #applepodcasts #podcasters

Uma publicação compartilhada por Consumidor Moderno (@consumidormoderno) em


LEIA MAIS

A equação desenvolvida pela Atento que leva ao CX

Líder do setor na AL, Atento passa por transformação






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS