A espera por um apartamento também pode ser digital

Tecnisa usa a comunicação com o consumidor para lidar com a ansiedade naturalmente presente nos dias atuais

A criação de serviços digitais, velozes e eficientes mudou a forma como o consumidor se relaciona com o tempo. A tolerância para a espera já não é a mesma e a velocidade de entrega de um serviço ou produto chega a ser um diferencial levado em consideração durante a tomada de decisão do consumidor.

Essas circunstâncias impactaram todas as empresas, ao mesmo tempo em que influenciaram o surgimento de novos modelos de negócio – como a Amazon, que se destaca tanto pela forma como usa o digital a seu favor quanto pela velocidade na prestação de serviços.

Alguns setores mais complexos, como o de construção civil, foram ainda mais impactados: ao contrário do varejo, por exemplo, é impossível que as empresas desse segmento entreguem o produto em três dias.

Naturalmente, elas também buscaram alternativas inovadoras para lidar com a ansiedade do cliente.

Na Tecnisa, foi justamente o digital que facilitou o processo: por meio de diversos canais de pós-venda, a companhia estreitou a relação com o consumidor, transmitindo atualizações constantemente, para que a sensação de evolução do imóvel fosse real.

“Estruturamos um modelo que envolve todos os pontos importantes da jornada do cliente – desde o contrato até a entrega das chaves”

Gustavo Reis, gerente de Marketing e Canais Digitais da Tecnisa.

Dessa forma, conseguiram diminuir a impressão de insegurança causada pela demora (natural) presente na entrega de um prédio.

Tecnologia

Nesse processo, a Tecnisa adotou uma série de recursos capazes de ampliar a experiência positiva do cliente. Um exemplo são os drones, que captam imagens que ajudam a compreender o estágio da obra.

Além disso, a companhia adotou a métrica de Net Promoter Score (NPS), por meio da qual avalia a relação entre o cliente e a empresa.

A principal avaliação feita pela empresa acontece um ano após a ocupação do imóvel. Essa estratégia foi adotada para que a Tecnisa tenha uma percepção real e isenta da experiência do consumidor. Afinal, a opinião dele pode ser positivamente influenciada no momento em que recebe o imóvel – visto que há um encantamento inicial natural.


+ NOTÍCIAS

QuintoAndar testa compra e venda de imóveis e faz parceria com imobiliárias
As 15 melhores cidades do mundo para andar de bicicleta
8 em cada 10 Millennials preferem alugar ao invés de comprar um imóvel

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS