Quem está à frente das tendências para o ano de 2020?

Estudo considera o propósito da marca como ponto central, no qual as empresas devem fundamentar o seu esforço inicial. Veja o exemplo do Magazine Luiza

A Deloitte publicou um estudo denominado 2020 Global Marketing Trends sobre as principais tendências que devem afetar o mercado no próximo ano, ressaltando a importância das pessoas, clientes e colaboradores em um cenário de grandes transformações tecnológicas.

A filosofia deste paper enfoca o humano no centro das organizações e isso deve ajudar as marcas a estabelecerem seu caminho em causar o impacto que importa para as pessoas.

As sete tendências consideram o propósito da marca como ponto central, no qual as empresas devem fundamentar o seu esforço inicial. Em segundo, vem a valorização do humano e da empatia que deve trazer uma melhor experiência aos clientes, uma vez que todos entendem suas dores.

A terceira tendência prega a integração interna e externa às organizações como filosofia, sustentada pela utilização do agile marketing, da inovação aberta e do trabalho em squads.

VOCÊ VIU? 5 tendências de comportamento em 2020

A quarta traz os aspectos éticos do negócio e da necessidade de segurança dos dados dos clientes, livres das ameaças de hackers.

Já a quinta convoca a participação e busca o forte engajamento dos consumidores, que se tornam advogados das marcas.

Como sexta tendência há a diversidade e a valorização dos talentos que nutrem um ambiente exponencial e o pensamento criativo.

E como último ponto, deve-se gerar cultura da agilidade, embasada em processos e gestão ágeis.

É possível notar empresas brasileiras que já se encaixam como precursoras destas tendências.

Porém gostaria de destacar 0 Magazine Luiza que tem passado por verdadeira transformação no seu modelo de negócios, colocando o cliente no centro da sua estratégia.

Certas evidências deste movimento estratégico são a omnicanalidade, que soluciona uma série de demandas dos clientes nos ambientes O2O, uso inteligente das redes sociais, que possibilita uma comunicação que aproxima equipes de lojas físicas e consumidores e o Luizalabs, que viabiliza a inovação constante da empresa.

Os resultados do ano de 2019 até o terceiro trimestre são impressionantes: a Magalú cresce 33,2% nas vendas totais e 84,9% na margem líquida. 


+ VAREJO

Magazine Luiza será responsável pelo setor de tecnologia das Lojas Marisa
Depois do Amazon Prime, Magazine Luiza anuncia frete grátis no marketplace
10 dados impressionantes sobre e-commerce em 2019
Grandes varejistas abandonam intermediários e apostam em vendas diretas ao consumidor






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS