Tendências para apostar no varejo em 2020

De tecnologias inovadoras à experiências nos canais de vendas. A equipe NOVAREJO e especialistas do setor dão dicas do que vai estar em alta em 2020

Shutterstock

No varejo, a crise econômica que atingiu o Brasil nos últimos anos está perdendo a força, foi o que constatou uma análise da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em 2018, o setor fechou com crescimento de 2,3% e as projeções apontam que esse número passe para 4,6%, agora, em 2019.

De vento em popa, as expectativas são de que os números retomem, em fevereiro de 2020, aos valores que estavam antes da crise começar.

Nesse cenário promissor, para atingir o crescimento esperado previsto, é importante que o setor esteja atento às inovações da área e se adeque as novas realidades.

De tecnologias inovadoras a experiências nos canais de vendas, confira dicas separadas pelo NOVAREJO e por especialistas com as principais tendências do varejo para acompanhar em 2020:


Entregas no mesmo dia

No que diz respeito às compras online, parece que as expectativas dos clientes quanto ao tempo de envio estão cada vez mais rápidas. Primeiro veio a entrega em 2 dias, depois no dia seguinte. Mas, na era da instantaneidade, os compradores desejam seus pedidos o mais rápido possível, aqui e agora.


Inteligência Artificial 

Dentro da lógica de funcionamento da execução, mix, disposição dos produtos e share são aspectos essenciais do varejo. Em geral, a medição do share é feita de forma manual pelos promotores de venda. Esse processo pode tomar horas dos vendedores, ocupando um tempo que poderia ser utilizado em outras atividades.

Soluções de reconhecimento por imagem, por exemplo, fotografam a gôndola e a partir das imagens reconhecem os itens e geram informações inteligentes. A solução permite a criação de prateleiras inteligentes.

No rol da IA, também estão os espelhos inteligentes para o varejo de moda, que prometem ser um diferencial para a experiência personalizada do cliente em 2020.


Omnichannel

Não adianta fugir, o omnichannel foi e continuará sendo tendência em 2020 e nos próximos anos, isso porque a estratégia permite ao varejista técnicas de união entre os seus diversos canais de comunicação com o cliente, sejam eles físicos ou digitais, e isso atualmente é essencial para promover experiências mais próximas e satisfatórias com os consumidores.


Personalização do produto

Os produtos únicos são um símbolo clássico do luxo: ter algo que mais ninguém no mundo tem. As lojas de comércio eletrônico estão oferecendo opções para personalizar sua compra, de monogramas e bordados a esquemas de cores exclusivos. A personalização permite que compradores adquiram um produto adaptado especificamente às suas necessidades e estilo.


Experiência completa — design no e-commerce

A sua loja virtual é sua vitrine. Certamente, você já se deparou com essa frase em algum site com dicas, isso porque a afirmação é a mais pura realidade, ainda mais num contexto onde o mobile first e o mobile only têm sido cada vez mais exaltados pelo comércio e utilizados pelo consumidor.

O e-commerce é o novo shopping center, e assim como no ambiente físico, a ideia de proporcionar uma experiência completa para o consumidor ganha cada vez mais força no varejo virtual. Por isso, a adoção de ferramentas de realidade virtual e aumentada é uma tendência para 2020. Com elas, um cliente é capaz de visualizar e testar o produto antes comprá-lo.

Há quem já chame isso de “visual commerce”, incluindo vídeos em 360º, configurações 2D e 3D, além de pesquisa visual na web (busca a partir de uma imagem, no lugar de uma palavra). “Quase dois terços dos brasileiros compram produtos online pelo menos uma vez por mês.

Com cerca de 930 mil e-commerces no país disputando a atenção do consumidor digital, vence quem cativa com o que é novo e inusitado, como é o caso da realidade virtual e aumentada”, diz Robledo Ribeiro, fundador da HostGator – multinacional de hospedagem de sites e presença online – no Brasil.


Automatização de processos

Para tornar cada vez mais completa a experiência do shopper, uma forte tendência para grandes varejistas em 2020 é investir na automatização de processos. “Com tecnologias assim é possível economizar recursos, pois uma inteligência artificial ou algum tipo de robô poderá operar as atividades”, explica Guilherme Verdasca, CEO da Transfeera, startup open banking.

A empresa, que atende clientes como Unilever, Rappi e iFood, possui dois produtos: um de validação bancária, que checa automaticamente se a conta pertence a uma pessoa real e pode evitar fraudes; e o serviço de automatização de pagamentos, que permite que uma marca ou varejista realize pagamentos para diversos fornecedores, de maneira automática, sem precisar pagar taxas de transferências entre bancos.


Blockchain para mais segurança

Seguindo na linha de trazer mais segurança aos clientes, varejistas que lidam com transações financeiras devem investir em tecnologia para evitar fraudes e sair na frente da concorrência.

blockchain é uma das tecnologias que podem ser usadas para criar registros imutáveis de informações, agregando segurança e proteção aos dados dos clientes.

“Com o blockchainé possível rastrear uma operação e identificar problemas, caso ocorram, de uma forma muito segura”, explica o fundador da BRy Tecnologia, Carlos Roberto De Rolt, empresa que atua na aplicação de protocolos criptográficos para tornar operações e negociações digitais mais seguras.

Com a previsão da LGPD entrar em vigor em 2020, é importante que as empresas se atentem às estratégias de proteção de dados.


+ TEDÊNCIAS PARA 2020

5 tendências de comportamento em 2020

Os destinos de viagem que devem ser tendência em 2020

Quem está à frente das tendências para o ano de 2020?


MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS