Robôs para ajudar nas tarefas do dia a dia estão perto de se tornar realidade

Avanços na tecnologia de inteligência artificial permitem que robôs possam realizar tarefas cotidianas com autonomia

Foto Unsplash

Quando alguém com mais de 30 anos pensa em robôs para ajudar nas tarefas domésticas, é bem provável que a imagem da Rosie, a robô da família Jetson, venha à mente.

A tecnologia atual ainda não foi capaz de inventar robôs tão versáteis como a personagem, que fazia comida, limpava a casa e cuidava dos filhos dos Jetsons. No entanto, robôs dotados de inteligência artificial capazes de ajudar nas tarefas do dia a dia já estão em desenvolvimento.

Atualmente, a maioria dos robôs opera em ambientes projetados e estruturados especificamente para eles. As tarefas que realizam são muito específicas e eles precisam ser programados para executá-las da maneira certa, na hora certa.

Desenvolver robôs capazes de operar com segurança e autonomia em ambientes humanos complexos e confusos, como residências ou escritórios, é um dos maiores desafios da robótica no momento.

Com os avanços em inteligência artificial e machine learning, alguns robôs em desenvolvimento já são capazes de realizar tarefas mais complexas e de forma autônoma. Com isso, as máquinas ficam menos dependentes da programação humana e se adaptam rapidamente a novas tarefas e ambientes complexos.

Veja três exemplos robôs que estão sendo desenvolvidos para uso doméstico:

O Everyday Robot do Google

tarefas

Everyday Robot do Google

A Alphabet X, empresa do Google que visa criar soluções tecnológicas para os problemas do mundo, lançou recentemente o projeto Everyday Robot, que pretende desenvolver um “robô de uso geral capaz de aprender”.

A ideia é equipar os robôs com câmeras e um complexo software de machine learning, permitindo que eles “observem” o mundo ao seu redor e aprendam sem precisar ser programados para cada situação encontrada pelo caminho. Ao processar os dados de seus sensores, ele pode executar com segurança tarefas úteis entre as pessoas nos ambientes cotidianos.

O objetivo do projeto Everyday Robot – construir um robô que possa aprender a operar em muitas situações diferentes – é extremamente ambicioso.

Por enquanto, o robô do Google está sendo testado para separar o lixo reciclável em alguns escritórios na Califórnia, onde está aprendendo operar com segurança em ambientes humanos, em que as coisas mudam todos os dias, pessoas aparecem inesperadamente e obstáculos surgem do nada.


Blue, o robô que nasceu na universidade

tarefas

Pieter Abbeel, professor de engenharia elétrica e ciências da computação na Universidade da Califórnia e criador do Blue

Cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram um robô que usa inteligência artificial para replicar tarefas humanas complexas, como dobrar a roupa ou fazer uma xícara de café.

Batizado de “Blue”, ele está sendo desenvolvido para que seja usado em ambientes domésticos de maneira segura.

O Blue também foi projetado para ser acessível do ponto de vista financeiro. Com peças plásticas duráveis e motores de alto desempenho, sua fabricação e montagem tem um custo de cerca de US$ 5 mil.

“Os robôs existentes são muito caros, não são seguros para os seres humanos e, da mesma forma, não são seguros para si mesmos. Se eles aprendem por tentativa e erro, eles se quebram facilmente. Queríamos criar um novo robô adequado para a era da inteligência artificial, em vez da era da automação.”

Pieter Abbeel, professor de engenharia elétrica e ciências da computação na Universidade da Califórnia e criador do Blue.

O Blue ainda está em fase de desenvolvimento nos laboratórios da universidade, mas já há alguns protótipos sendo produzidos para testes antes do início da produção em larga escala.


Rumores sobre o robô da Amazon

A Amazon, que investe fortemente em robôs inteligentes para automatizar seus depósitos e sistema de logística, estaria trabalhando na criação de um robô doméstico batizado de “Vesta” – nome da deusa romana que personifica os laços familiares.

Por enquanto, as informações sobre o Vesta não foram confirmadas pela Amazon. De acordo com a Bloomberg, o robô circularia pela casa e teria funcionalidades parecidas com as do dispositivo Echo, obedecendo aos comandos de voz da Alexa. Segundo a CNBC, um protótipo do robô tem cerca de 1 metro de altura, pode ser controlado por voz e é capaz de se movimentar por conta própria usando câmeras embutida.


+ NOTÍCIAS

Prateleira inteligente da Amazon encomenda produtos automaticamente
Senado mantém veto a revisão humana nas decisões tomadas por robôs
Gol lança robô atendente no aeroporto de Guarulhos
iFood lança robô entregador e assistente de voz no aplicativo

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS