Neste Natal, marcas socialmente responsáveis levam vantagem

Consumo consciente e impacto no meio ambiente são fatores que influenciam as compras, segundo pesquisas

O consumo desenfreado que acontece historicamente na época do Natal pode estar com os dias contados. Segundo pesquisa da Accenture, os consumidores de hoje estão mais conscientes, buscam artigos mais sustentáveis e optam por produtos mais duráveis ou até já usados.

A 13ª Pesquisa Anual de Compras de Natal, realizada com 1.500 consumidores nos Estados Unidos, constatou que 45% dos entrevistados têm maior probabilidade de comprar de varejistas que abordam questões sociais por meio de suas práticas comerciais e condições de trabalho.

A pesquisa identificou que os consumidores estão começando a se preocupar mais com o meio ambiente na hora das compras. Não à toa preferem produtos com informações claras no rótulo mostrando que a fabricação foi feita de maneira sustentável, com informações precisas sobre a origem dos materiais.

Além disso, para evitar o desperdício da indústria “fast fashion”, o vintage voltou à tona. Quase metade (48%) dos consumidores pesquisados disseram que consideravam dar roupas de segunda mão compradas em brechós como presentes de Natal. Ainda mais pessoas – 56% – disseram que gostariam de receber esse tipo de presente.

natal

Mas o que exatamente está impulsionando essa tendência? Lori Zumwinkle, diretora da Accenture que supervisiona o mercado de varejo norte-americano, afirma que os consumidores estão examinando seus hábitos de compra em busca de um consumo mais sustentável, priorizando produtos e materiais que tenham menor impacto negativo no meio ambiente.

Consumo de causa

natal

Foto Unsplash

O consumo socialmente responsável não se refere apenas ao meio ambiente. Os consumidores também defendem que as marcas e varejistas se posicionem sobre temas sociais do momento, como feminismo e igualdade de gênero, e tenham práticas justas no ambiente de trabalho.

Segundo a pesquisa, 45% das pessoas preferem fazer suas compras de Natal com empresas que atuam desta forma.

Além disso, metade dos entrevistados disse se preocupar com o impacto ambiental das entregas expressas de compras online por conta do uso de aviões e do envio de vários itens separadamente em diferentes caixas de papelão.

Em vez de optarem pela entrega mais rápida possível, metade dos entrevistados revelou que prefere selecionar as opções de entrega com menor impacto ambiental, como transporte mais lento ou até a retirada na loja.

“Entramos na era do ‘varejo responsável’, no qual os consumidores estão se tornando mais conscientes do ponto de vista ambiental e social e cada vez mais se voltam para marcas que não apenas falam sobre responsabilidade social, mas a demonstram por meio de suas práticas comerciais”

Jill Standish, diretora global de varejo da Accenture

“Os varejistas precisam pensar em seus produtos e negócios em torno de iniciativas responsáveis. Aqueles que já estão nesse caminho podem ter vantagem sobre seus concorrentes”, conclui.


+ NOTÍCIAS

Como Facebook e varejistas se unem para monitorar consumidores e direcionar publicidade
Veja como foram os balanços do e-commerce na Black Friday 2019
Quem está à frente das tendências para o ano de 2020?

 

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS