Roupa que não precisa ser lavada é nova tendência da moda sustentável

Uso de fibras naturais diminui necessidade de lavagem, mas custo das peças ainda é alto

A marca Pangaia, por exemplo, combina algodão orgânico com fibras de algas marinhas para criar suas camisetas

O ato de lavar roupas quase todos os dias já faz parte da rotina das pessoas há tanto tempo que não paramos para pensar na energia e água que uma máquina de lavar gasta. Em busca de diminuir o impacto das roupas no meio ambiente, a indústria da moda sustentável já está desenvolvendo roupas com materiais que não precisam ser lavados tão frequentemente.

De acordo com a Water Research Foundation, a máquina de lavar roupas é responsável por cerca de 20% do consumo total de água de uma residência nos Estados Unidos.

Além do consumo de água, lavar as roupas mais vezes do que o necessário acaba deteriorando as roupas mais rapidamente, aumentando a necessidade de comprar novas peças.

moda sustentávelSegundo relatório da marca de máquinas de lavar roupas AEG, 90% das roupas são jogadas fora antes da hora, principalmente devido a cores desbotadas, encolhimento ou danos causados por lavagem excessiva. A lavagem de roupas também é responsável pela dispersão de resíduos de microplástico nos esgotos.

De acordo com pesquisadores do Centro de Pesquisa em Biologia Marinha e Ecologia da Universidade de Plymouth, nos Estados Unidos, a lavagem de roupas feitas de materiais sintéticos, especialmente poliéster, é uma fonte potencialmente importante de microplástico para o meio ambiente.

Para uma carga média de lavagem de 6 kg, mais de 700.000 fibras podem ser liberadas de uma só vez. Um estudo de 2017 descobriu essas microfibras em 83% das amostras de água da torneira testadas globalmente.

Sustentabilidade a um alto preço

Pensando em todos esses problemas causados pela lavagem frequente de roupas, marcas sustentáveis desenvolveram peças que podem ser usadas por vários dias sem sujar ou sem gerar odor. O problema é que, enquanto esse tipo de produto não se populariza e passa a ser produzido em massa, os custos ainda são altos.

A marca Pangaia, por exemplo, combina algodão orgânico com fibras de algas marinhas para criar suas camisetas. O tecido é tratado com óleo natural de hortelã para mantê-lo fresco por mais tempo. Já a fibra criada é leve, absorve a umidade mais rapidamente que o algodão, e é biodegradável.

De acordo com a empresa, com menos necessidade de lavagem, a camiseta economiza até 3 mil litros de água, se comparada a uma camiseta comum de algodão, durante sua vida útil.

Embora seja sustentável do ponto de vista ambiental, as camisetas da Pangaia ainda têm um preço bem salgado, na faixa de US$ 80.

Já a grife masculina Unbound Merino utiliza algodão de merino, uma espécie de ovelha, que é mais resistente, mais leve e não retém odor.

“Produzimos peças atemporais e versáteis, com ótima aparência em qualquer situação e que podem ser usadas por semanas sem precisar de lavagem”, diz a marca. A camiseta é vendida online por cerca de US$ 65.

moda sustentável

A Unbound Merino utiliza algodão de merino, uma espécie de ovelha, que é mais resistente, mais leve e não retém odor

Como diminuir o impacto da lavagem de roupas no meio ambiente?

Você não precisa comprar roupas especiais para reduzir o impacto da lavagem no meio ambiente. Veja quatro dicas para diminuir o consumo de água e energia na hora de lavar as roupas.

1 – Junte as roupas da semana para lavar tudo de uma vez na máquina. Evite acionar a máquina de lavar quando ela estiver com poucas roupas;

2 – Secadoras consomem muita energia elétrica. Se for possível, pendure as roupas no varal para que sequem naturalmente;

3 – Algumas máquinas de lavar têm a opção de usar água quente no processo. Evite, porque neste cenário o gasto de energia elétrica é muito maior;

4 – Lave alguns itens com menos frequência. Nem todas as peças de roupa precisam ser levadas após um dia de uso. Calças jeans, por exemplo, podem ser usadas algumas vezes antes de ir pra máquina.


+ NOTÍCIAS

Colchões são produzidos com fibras de garrafas PET resgatadas dos oceanos
Comer de maneira sustentável é caro para um quinto da população mundial
Como as marcas podem se posicionar em relação à sustentabilidade?
13 iniciativas de grandes empresas na luta contra o uso de plástico
Adidas, Reebok e Patagonia estão entre as marcas mais transparentes






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS