Top 10: filmes que prometem bombar em 2020

Listamos as produções mais esperadas do primeiro semestre do ano – e tem novidades para todos os gostos

Bye, bye, 2019! Com o ano praticamente encerrado, as atenções no mercado cinematográfico se voltam para a temporada de prêmios, que começa em janeiro com o Globo de Ouro e termina com o Oscar, em fevereiro. E para os lançamentos, que devem movimentar as bilheterias em um mercado que segue se transformando – graças à entrada da Netflix (principalmente) na produção de filmes relevantes, como O Irlandês, de Martin Scorsese.

Mas enquanto a frase “E o Oscar vai para…” não chega, listamos aqui as principais estreias de 2020 para os cinéfilos ficarem de olho. Por um motivo ou por outro, esses 10 filmes abaixo devem dar o que falar:

“FROZEN 2”

A aguardada sequência de uma dos maiores sucessos da Disney já chega logo no começo de janeiro (para aproveitar as férias escolares). A animação, que é a de maior bilheteria de todos os tempos, ganha uma continuação na qual seus criadores tentam responder por que Elsa tem poderes. Para isso, mergulham em sua história pessoal e em seu passado. Ela e a irmã, Anna, seguem como as protagonistas.


“ADORÁVEIS MULHERES”

O longa de época roteirizado e dirigido por Greta Gerwig – a criadora de Lady Bird – está repleto de atrizes famosas e muita ansiedade em torno da estreia. De Saoirse Ronan, passando por Emma Watson, Laura Dern até chegar a Meryl Streep, a narrativa baseada no livro Little Women conta a história de quatro irmãs na época da Guerra civil norte-americana. O ator do momento em Hollywood – Timothée Chalamet – completa o cast estrelado. Chega aos cinemas em janeiro e é baseado na obra da escritora Louisa May Alcott.


“SONIC – O FILME”

Depois da confusão que foi o trailer da animação sendo reprovado pelos fãs na internet mundo afora, o longa-metragem estreia cheio de expectativas. Baseado em um dos games mais famosos da história, traz Jim Carrey no papel do vilão Dr. Robotnik. Nostalgia para uns, novidade para outros, a trama está prevista para chegar às telas em 13 de fevereiro de 2020.


“AVES DE RAPINA”

Fevereiro também marca o lançamento do filme protagonizado por mais uma heroína dos quadrinhos – desta vez da DC Comics. Trata-se de Arlequina, aqui interpretada por Margot Robbie, a atriz que viveu Sharon Tate no longa Era Uma Vez Em Hollywood…, de Quentin Tarantino. Para quem não está familiarizado com a história, Arlequina começa o filme se separando do Coringa (aqui interpretado por Jared Letto) e encontrando um grupo composto só por mulheres. Se junta a elas formando as Aves de Rapina. A proposta é ser feminista, vamos ver se o roteiro cumpre.


“LEGALMENTE LOIRA 3”

Como Reese Witherspoon vai reviver a advogada pink-lover Elle Woods em tempos de #womenpower ainda não se sabe. A trama é mantida em segredo, mas a continuação do filme, 20 anos depois da estreia do primeiro longa, chama a atenção do público. Nos Estados Unidos, a estreia coincide com o Dia dos Namorados. Em entrevistas sobre a produção, Reese adiantou apenas que a grande intenção do filme é ser divertido. Enquanto o trailer não é divulgado, a gente te deixa com nostalgia do filme de estreia da sequência.


“MULAN – O FILME”

A onda de pouco se cria, mas muito se recria de Hollywood continua firme e forte. Orçamentos milionários exigem cada vez mais garantias, e isso talvez explique a aposta em um longa-metragem sobre Mulan, que já existe como animação. De olho nos movimentos de empoderamento feminino e de maior representatividade nas telas, o filme é estrelado pela atriz chinesa Liu Yifei e dirigido pela neozelandesa Niki Caro, a mesma de produções como Terra Fria e Encantadora de Baleias. Estreia em março.


“007 – SEM TEMPO PARA MORRER”

A última aventura de James Bond com o ator Daniel Craig no papel do agente 007 chega aos cinemas em 2 de abril. Entre os destaques do filme está Rami Malek, que ganhou o Oscar de Melhor Ator em 2019 por interpretar Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody, e que será o vilão da trama. Uma agente secreta completa a narrativa, rivalizando com Bond. Ela é interpretada pela britânica Lashana Lynch.


“VIÚVA NEGRA”

Confirmando a nova vertente do cinema de super-heróis, que é lançar filmes protagonizados pelas personagens femininas, o longa estrelado por Scarlett Johansson chega à telona no fim de abril. Se une à “Mulher-Maravilha” e “Capitã Marvel” pela expectativa alta de desempenho entre os fãs da Marvel (e de Scarlett, claro). Tratá no elenco outras duas grandes atrizes – Florence Pugh, Rachel Weisz.


“BARBIE”

O burburinho em torno da live-action sobre a boneca mais famosa do mundo já é grande desde agora. Interpretada por Margot Robbie (2020 parece ser o ano dela), a premissa da história é a de que uma das bonecas tentará viver no mundo real depois de não se encaixar mais no mundo plástico (literalmente). A ideia é falar sobre padrões de beleza e como tratamos a aparência. Tem direção de Greta Gerwig e roteiro de Noah Baumbach (que fez The Marriage Story, da Netflix) – os queridinhos do cinema alternativo de Hollywood no momento.


“VELOZES E FURIOSOS 9”

De tempos em tempos essa franquia renova o roteiro, acrescenta atores consagrados e volta em lançamento mundial. Previsão para ela acabar? Não tem. Então prepare-se para se divertir com as cenas de ação em alta velocidade e, claro, a dupla Vin Diesel e Michelle Rodriguez na tela. Helen Mirren está de volta ao elenco e o resumo oficial da trama segue um mistério, com poucas informações reveladas oficialmente.


+ NOTÍCIAS

Netflix vai administrar icônica sala de cinema em Nova York
5 lições profissionais que fizeram Scarlett Johansson a mais bem paga do mundo
Coringa, o palhaço sem rosto: a melancolia de Narciso
Netflix perde clientes antigos: aumento de preço e opções de conteúdo são motivos
5 motivos para assinar a Apple TV +






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS