Veja as principais tendências de podcast para 2020

Com o ano dos podcasts acabando, fomos atrás para descobrir o que virá pela frente no segmento de conteúdo de áudio

Não há dúvidas de que 2019 foi o grande ano dos #PODCASTS. Por mais que este formato mídia seja muito popular há mais de uma década, no último ano os conteudistas e as marcas puderam abusar deste recurso para se comunicar com seus públicos.

De acordo com um relatório da Edison Research, publicado pela Crunchbase, o podcasting tem mostrado um crescimento explosivo a cada ano, com um aumento de popularidade de 27% em 2019 em relação ao ano anterior.

Estima-se que já existam 700 milhões de programas de “rádio online” diferentes pelo mundo, com mais de 29 milhões de episódios disponíveis. Entre a população dos Estados Unidos com 12 anos ou mais, o número total de pessoas que já ouviram um podcast passou 50% pela primeira vez na história.

Graças ao crescente número de pessoas ouvindo podcasts, eles estão rapidamente se transformando em um excelente meio para anunciantes – e a expansão deve continuar em 2020. É o que indica um estudo publicado pela Improve Podcast, com base em diversas pesquisas do meio entre os anos de 2018 e 2019.

tendências de podcast

6 tendências de podcasts para 2020

1. MONETIZAÇÃO

O aumento de popularidade dos podcasts deve resultar em acréscimo dos ganhos para os criadores de conteúdo. Contudo, a monetização via podcasts não é uma tarefa fácil, uma vez que as plataformas de distribuição não pagam nada para os conteudistas. Logo, toda monetização provém de patrocinadores, cujo processo pode ser demorado de se obter.

De acordo com a Crunchbase, algumas startups de Adtech, como a Chartable, estão tentando mudar essa realidade, com a criação de rastreadores que cruzam o endereço IP de um ouvinte ao endereço IP do comprador, permitindo que os podcasters reivindiquem a atribuição de ouvintes que não usam a sua URL ou código promocional durante uma compra.

Além da plataforma da Chartable e dos patrocinadores, os podcasters também podem monetizar através de sistemas de crowdfunding, doações, vendas de produtos e produzindo conteúdos pagos, que podem ser mais funcionais à medida que mais pessoas comecem a inserir os podcasts no seu cotidiano.

2. ANÚNCIOS BASEADOS EM DADOS

A utilização de inteligência artificial e big data pode trazer informações valiosas a respeito do perfil por trás dos ouvintes de podcasts, possibilitando a criação de conteúdos segmentados e propagandas direcionadas. Por exemplo, pode-se descobrir que ouvintes nos gêneros de Jogos & Hobbies ou Crianças & Família são mais propensos a consumirem produtos como doces, biscoitos e pizza congelada, segundo a Improv Podcast.

3. APRESENTADORAS MULHERES

A medida que a fama do podcasting aumenta, o público se torna mais diverso. A PodPesquisa de 2018 mostrou que apenas 15% dos ouvintes brasileiros de mídia de áudio se identifica com o gênero feminino. Nos Estados Unidos, segundo a Edison Research, as mulheres representam 37% da base de ouvintes mais recentes. Estes números, porém, estão crescendo ano a ano, e especialistas do setor já estão notando uma nova e significativa demanda por podcasts apresentados por mulheres.

4. TRADUÇÕES

Muitos outros mercados emergentes, além do Brasil, estão entre as estatísticas de crescimento da popularização dos podcasts, como China e Índia, por exemplo. Alguns produtores estão investindo, por isto, na tradução e localização de alguns podcasts famosos de língua inglesa, como o famoso Dr. Death, da Wondery, com episódios lançados em espanhol, alemão, francês, mandarim, coreano e também português.

5. INVESTIMENTO EM QUALIDADE

Segundo a análise da Improve Podcast, a qualidade de áudio, edição e conteúdo são alguns dos principais fatores que levam mais pessoas a ouvirem podcasts – ou escolherem entre um programa em vez de outro. Portanto, o investimento na qualidade poderá ser um dos principais fatores que vão distinguir os podcasts de sucesso dos que cairão no esquecimento.

6. DESAFIOS

A superação de todos estes desafios tende a ser de suma importância para criadores atraírem mais ouvintes em 2020. Para finalizar, a Improve Podcast sugere que mais e mais consumidores devam ser educados em termos de descoberta de podcasts. A PodPesquisa 2018 parece estar de acordo com esta afirmação, já que a maior parte das descobertas do universo dos podcasts, pelo público brasileiro, se dá pelo boca a boca entre amigos, ou pelo marketing de blogs, sites e portais.


+ PODCASTS

5 podcasts para ouvir durante as férias
Idade é só um número: o levante dos preateados. Ouça o podcast
Spotify revela os artistas e podcasts mais ouvidos da década
Era de ouro dos Podcasts: 5 programas imperdíveis para entrar nessa onda
Podcasters: conheça a nova plataforma do Spotify

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS