Como o delivery expresso do e-commerce pode acelerar o aquecimento global?

O que os consumidores e lojas podem fazer para diminuir os impactos das entregas rápidas?

O processo de compras online evoluiu tanto que hoje é esperado que um produto chegue na casa do consumidor no mesmo dia ou no dia seguinte da compra. Do ponto de vista logístico, é incrível que um pacote de fraldas comprado pelo celular durante a manhã esteja em casa no começo da tarde. Essa conveniência, no entanto, tem um impacto ambiental.

Um estudo da Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça, e do Centro de Transportes e Logística do MIT, nos Estados Unidos, classificou os consumidores em três categorias diferentes: comprador tradicional de lojas físicas, comprador online e comprador online “impaciente”, que nada mais é que aquele que exige entrega expressa em todas as compras.

Segundo o estudo, a pegada de carbono de um consumidor online era duas vezes menor que a de um consumidor de lojas físicas. No entanto, o consumidor online “impaciente”, que sempre optou por entregas rápidas, quase triplicou o impacto do transporte na pegada de carbono.

delivery expresso

Para garantir um sistema integrado de entregas, os pacotes geralmente transitam em aviões, caminhões e motos até chegar na casa do consumidor. Essa rede logística impulsiona a produção de gases do efeito estufa e ainda aumenta os efeitos do trânsito nas grandes cidades.

As entregas expressas trazem um impacto maior para o meio ambiente porque o sistema logístico tem que disponibilizar uma quantidade maior de caminhões e motos circulando para garantir que todos os pacotes sejam entregues rapidamente.

Nas entregas tradicionais, mais lentas, os operadores de transporte concentram uma quantidade significativa de pacotes para a mesma região antes de mandar apenas um caminhão fazer as entregas.

delivery expresso

Como diminuir a pegada de carbono das entregas do e-commerce?

Existem algumas medidas que os consumidores podem tomar para diminuir os impactos das entregas expressas no trânsito das cidades e na emissão de gases poluentes.

Veja abaixo 4 ações para reduzir a pegada de carbono das entregas do e-commerce:

1. Evite comprar produtos separadamente. O ideal é juntar vários produtos em uma mesma compra para que sejam enviados todos em apenas uma entrega;

2. Se não houver urgência na compra, evite a entrega do mesmo dia ou do dia seguinte, mesmo se ela for de graça. As entregas regulares concentram várias encomendas para a região, diminuindo o número de caminhões e motos nas ruas;

3. Caso você more perto de alguma loja física do varejista em que está comprando, é possível comprar online e pedir para retirar na loja. Para diminuir a pegada de carbono, o ideal é buscar o produto a pé, de bicicleta ou transporte público;

4. Ao pedir comida via delivery, priorize os restaurantes e serviços que utilizam entregadores de bicicleta, e não de moto.


+ DELIVERY

O movimento de Delivery e o processo de aceleração
Pizza Hut vai fechar 500 lojas e focar no delivery
Saiba qual é o aplicativo de delivery preferido dos brasileiros
99 vai concorrer com iFood, Uber Eats e Rappi no Brasil
10 dados impressionantes sobre e-commerce em 2019

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS
VEJA MAIS
VEJA MAIS