Os prós e contras do blockchain nos setores financeiro e contábil

O blockchain está mudando os mercados financeiro e contábil, trazendo muitas facilidades, mas também alguns riscos de segurança e imprevisibilidades

A tecnologia blockchain trouxe muitas transformações para diversos mercados: financeiro, T.I., varejo, seguradoras, jogos digitais…até mesmo a política foi impactada por esta inovação.

Contudo, até atingirem maturidade, as novas tecnologias estão sujeitas a imprevisibilidades e riscos — sobretudo na segurança.

blockchain

(Foto: Shutterstock)

Novos potenciais, novas ameaças

De modo resumido, o blockchain permite maior rapidez, eficiência e transparência de registros e transações financeiras.

Segundo a Forbes, esses novos modelos de transações resultaram na redução de 40% a 80% nos custos de transação, além da melhora na velocidade. O processamento agora leva segundos em vez de dias. Isso mudou completamente o cenário das transferências internacionais, que eram complexas, demoradas e de várias etapas.

Por outro lado, a Deloitte aponta que o entendimento do blockchain e seus riscos podem mudar à medida que essa tecnologia amadurecer. Desta forma, é imperativo que os utilizadores continuem monitorando o seu desenvolvimento.

Três categorias de riscos, segundo a Deloitte:

RISCOS PADRÃO
Instituições podem ficar expostas a riscos semelhantes ao já conhecidos, mas com pequenos detalhes diferentes. É preciso estar atento a essas nuances.

RISCOS DE TRANSFERÊNCIA
O blockchain permite a transferência financeira sem intermediários centrais – como os bancos, por exemplo. Logo, as partes interagentes podem estar expostas a riscos que foram gerenciados anteriormente pelos intermediários centrais.

RISCOS DE CONTRATOS INTELIGENTES
Acordos comerciais, financeiros ou legais podem ser mapeados da estrutura física para a digital.

blockchain

(Foto: Shutterstock)

Blockchain X mercado contábil

A contabilidade foi outro setor a ser transformado pelo blockchain. Enquanto alguns contadores se perguntam se ainda serão necessários no futuro, outros celebram os caminhos que foram abertos pela tecnologia.

A Startus Magazine listou quatro aspectos em que o protocolo pode afetar a contabilidade:

1. Auditorias se tornarão dispensáveis;

2. Transações contábeis serão quase instantâneas

3. Vão possibilitar contratos inteligentes

4. Chegará a era da entrada tripla

A revista explica que estamos desde 1.400 em um sistema de entrada dupla: toda entrada em uma conta requer uma saída correspondente em uma conta diferente. Dentro desse novo modelo, uma terceira etapa será inserida, que vai garantir que todas as transações sejam gravadas em uma blockchain para proteger as partes envolvidas.

blockchain

(Foto: Shutterstock)

A Forbes registra, contudo, que contadores não precisam temer pelos seus empregos. As suas tarefas permanecerão em grande parte intactas, pois as informações ainda devem ser interpretadas e categorizadas antes de serem inseridas na blockchain. Além disso, sempre será preciso que alguém supervisione contas a receber, contratos de pagamento de bens e serviços, preparar faturas, rastrear renda e saída, dentre outros.


Nestlé cria plataforma para rastreamento da cadeia de suprimentos via blockchain

IoT e Blockchain são as tecnologias que mais atraem as empresas brasileiras

Blockchain e impacto social: empresa estabelece padrão de estabilidade monetária







MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS