Forever 21 quer aprovação para leiloar todos os seus ativos

Após resistência dos fundadores em diminuir a participação no negócio, empresa enxerga a venda das lojas como alternativa para manter o negócio vivo

Foto: Shutterstock

Para fugir da falência, a Forever 21 quer vender todos os seus ativos. A varejista de moda pediu a um tribunal que aprove um leilão da empresa para impedir que a companhia quebre de vez.

Segunda a imprensa norte-americana, a marca vem se ocupando com negociações com concorrentes. Os advogados da companhia solicitaram uma audiência de venda na próxima terça-feira (4).

Uma das empresas que teriam negociado a compra da Forever é a Simon Property Group, segundo a Bloomberg. A companhia é uma das maiores administradoras de shopping centers dos Estados Unidos e a Forever 21 é uma das varejistas com maior presença nos shoppings norte-americanos.

A Authentic Brands Group, que detém 50 marcas – a maioria delas varejistas de moda –, também foi uma das interessadas na compra da Forever 21.

A grande preocupação de qualquer empresa interessada em comprar a varejista falida é com a família Chang, fundadora da marca. Eles se recusam a abrir mão do controle da companhia e diminuir a participação societária, um dos fatores que contribuem para o pedido de proteção contra falência.

O Podcast Consumidor Moderno explorou os fatores que causaram a queda da Forever 21; confira:

 

Forever 21 pede recuperação judicial nos Estados Unidos
Hirota vai disponibilizar armários refrigerados no trabalho e casas dos clientes






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS