Carnaval: tendências de consumo para a maior festa do ano

O que os consumidores vão procurar com frequência durante o carnaval?

Créditos: Santa Maria Love (Divulgação)

O #CARNAVAL bate à porta com a crescente exponencial da festa no Brasil – para se ter ideia em 2020 mais de 36 milhões de foliões devem curtir a festa, o que representa quase 15% da população. Por isso, nada mais justo que trazer para o upfront as principais tendências de consumo e comportamento para os dias de folia.

As bebidas, por exemplo, são sempre protagonistas do consumo popular nas ruas Brasil afora. Para suprir a demanda de São Paulo – que hoje abriga o maior Carnaval do país –, a prefeitura da cidade abriu 12 mil vagas para ambulantes vendedores de bebidas.

As bebidas que não podem faltar

E é delas que vamos falar primeiro: aqui destacamos os lançamentos especiais da Skol e suas campanhas para a festa mais brasileira que existe. Ano passado a marca anunciou a Skol Beats 350 bpm, um formato diferente da já tradicional bebida em um pote pequeno que traz um shot “fatal” que promete dar aquele “grau”. Tudo porque a fórmula traz uma mistura energética suficiente para curtir a festa sem precisar beber demais. Vale lembrar que esta é uma bebida que foi criada em parceria com Anitta, nova Head de Criatividade da Skol Beats.

Outro highlight da marca é a Skol Beats GT, uma mistura com Gin Tônica que reforça o novo queridinho alcoólico do país. A bebida é a cara da marca no Carnaval e promete trazer uma experiência de bom paladar por um preço acessível.

Pra onde viajar?

Segundo as estimativas dos órgãos oficiais e da prefeitura, São Paulo deve se tornar o maior Carnaval de rua do país neste ano. Ou seja, caso queira folia, o roteiro perfeito seria um mix entre SP, Rio de Janeiro e Bahia. Se joga na festa! Porém, caso queira calmaria, as cidades de Canela no Rio Grande do Sul ou Ilhabela, em SP, podem ser o oásis em meio a folia.

Para quem vai pra fora do país, as opções da América Latina são as mais baratas: Santiago (Chile) e Buenos Aires (Argentina) deverão ser destinos bem populares por quem busca um destino internacional mais low-key.

O último grito da moda carnavalesca (risos)

Coleção 2020 da Santa Maria Love | Créditos: Santa Maria Love (Divulgação)

Segundo a cápsula especial de design da WGSN com curadoria de tendências para o Carnaval o mote da festa neste ano é “um mergulho na pluralidade das tradições brasileiras; combinação de crenças e rituais”. E quais os insights?

1. Revisite peças clássicas e inove através do brilho e
das cores;

2. Explore estampas como listras coloridas para um
toque divertido e jovial;

3. Aviamentos se tornam protagonistas em peças
convencionais;

4. Invista em uma cartela de cores vibrantes e
sofistique com toques metálicos.

Clara Novais é uma influencer viciada em Carnaval e ganhou a internet com suas dicas de looks para a ocasião (Foto: Instagram)


Aplicativos para se sair bem no Carnaval

Se o plano é ir para os blocos de rua, a melhor coisa é carregar no celular um aplicativo de GPS. Go simple: use o Google Maps para localizar-se na cidade e sempre ative a opção pedestre ou transporte público. Passada a fase simples, é hora de planejar melhor a rotina da folia.

O Yelp! é um ótimo aplicativo para encontrar estabelecimentos próximos e sair daquele perrengue de Carnaval. As avaliações detalhistas do app são necessárias para quem quiser encontrar um lugar específico, como o supermercado mais próximo, mais limpo e vazio.

Outro aplicativo que não pode faltar caso o roteiro esteja nos blocos de rua é o app oficial do Carnaval brasileiro. O ‘Blocos de Rua do Carnaval 2020’ lista TODOS os blocos de São Paulo, Rio, Salvador, Belo Horizonte e Recife. Empresas, esse papo é com vocês: olha aí uma ótima oportunidade de anúncio e patrocínio. Awareness puro.

O ‘Cade o Bloco’ é um aplicativo mais legal ainda, desenvolvido pela Mobilus, permite com que o usuário saiba a localização exata da carreata e acompanha o movimento em tempo real. Sem mais “Perdidos na Folia: a franquia”.

O mindset hoje é outro

Passou a época em que Carnaval era a oportunidade de objetificar mulheres e exibir anúncios com sátiras desrespeitosas. Agora as marcas já entenderam que o lance é incluir todo mundo na festa.

A Natura, por exemplo, lançou uma web série nos stories sobre autoestima, provando que os assuntos de cotidiano também podem trazer audiência em uma época de folia. Deixamos vocês com um trecho da campanha pra dar aquela inspirada pro “#carnaconsciente“.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Como o brasileiro vai se alimentar em 2020? Conheça as tendências do setor de alimentação
Como Anitta se tornou internacional através da tradução de tendências
ARTIGO: 7 tendências que vão movimentar o varejo em 2020


MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS