Quais são os assistentes de voz mais vendidos e buscados no Brasil?

Fabio Carneiro, co-fundador da Promobit, conta sobre o crescente gosto do público brasileiro pelos assistentes de voz. Veja quais são os campeões de compra

Foto (Unsplash)

#ASSISTENTES DE VOZ: quem ainda não tem, possivelmente terá (ou já quer ter).

Segundo um mapeamento da Microsoft, 72% de dois mil entrevistados afirmaram já terem experimentado ao menos um tipo de assistente inteligente. Destes, 35% envolviam sistema de voz ― os demais 75% expressaram o desejo de adquirir um device do gênero. 

Promobit mostra gosto do público brasileiro

assistente de voz

Foto (Unsplash)

Fabio Carneiro, Co-fundador da plataforma de ofertas Promobit, conversou com a Consumidor Moderno sobre o mercado de speakers no Brasil, com base nas movimentações de sua base de dados.

A lista de desejos e a busca do Promobit, segundo ele, são termômetros para identificar tendências de compra de produtos.

Veja quais foram os speakers mais buscados e comprados no país, de acordo com a Promobit:

Segundo Carneiro, com a chegada da Alexa, em outubro de 2019, o interesse por assistentes de voz começou a crescer no Brasil. A entrada do Nest Mini ocorreu apenas um mês depois, e está se tornando mais conhecido pelo público agora.

Para Carneiro, a popularidade por trás do Echo se deu pela forte ação de marketing da Amazon, o que atraiu a atenção do público para a linha. Além do mais, o produto chegou no país com um preço extremamente competitivo.

Um fator que demonstra a relação da fama do produto com as ações de publicidade foi a queda recente da ação da busca na plataforma.

“A Amazon parou de fazer promoções, segurando um pouco o preço. Desde então, o produto começou a aparecer menos no Promobit, e não temos percebido um aumento de input do termo ‘Alexa’ ou ‘Amazon Echo’ na nossa lista de desejo.”

Assistente não é motivador na decisão de compra de celulares

assistente de voz

Foto (Unsplash)

Siri (Apple), Bixby (Samsung) e Mika (Nokia) não entram na pesquisa por serem assistentes obrigatoriamente integrados a sistemas de smartphones.

Carneiro explica que, dentro da comunidade Promobit, o interesse do público por estes celulares em específico não está atrelado aos assistentes de voz.

“Uma coisa que conseguimos monitorar pelos comentários é que o assistente virtual não é motivador na decisão de compra de um aparelho. Por exemplo, o usuário não deixa de comprar um iPhone porque ele prefere a Bixby.” 

Fabio Carneiro, Co-fundador da Promobit

Quem é o lanterninha?

Segundo a pesquisa, o Google Nest Mini de cores branca e cinza foram os menos pesquisados pelo público, mesmo sendo oferecidos no mesmo valor que a versão carvão.

O modelo, contudo, é o segundo mais buscado pelos consumidores. Isso mostra que, apesar de tudo, não há verdadeiramente um speaker perdedor no Brasil ― mas o preto, definitivamente, é o mais elegante.

Experiência de voz: Como manter a privacidade e a segurança
O problema de gênero nos assistentes
Voice assistant: como elas podem melhorar seu cotidiano?


MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Quanto custa abrir uma franquia de varejo no Brasil?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS