SKY apresenta novo posicionamento: o foco agora é a diversão

A operadora de TV paga por satélite desenvolveu uma série de iniciativas para concretizar sua nova perspectiva

No início de 2019, a SKY passou por um importante momento: a chegada do novo presidente, Estanislau Bassols. A partir disso, foram feitas diferentes mudanças. A companhia está focada em ser o centro de entretenimento para todos os brasileiros, entregando o melhor da diversão para cada perfil de público e, para colocar isso em prática, tem desenvolvido ações direcionadas para infraestrutura, conteúdo e plataformas.

Como afirma o próprio executivo, a empresa reafirmou o propósito de estar ainda mais próxima do consumidor e de democratizar a diversão para todo o país – essa, inclusive, é uma palavra central na estratégia.

“A diversão faz parte do nosso DNA e será o fio condutor para toda a nossa estratégia durante o ano”, diz o presidente.

Nesse processo, a SKY desenvolveu projetos, como a otimização do acesso ao conteúdo multiplataforma; investimento em programação local com o aumento da oferta de conteúdo em todo o território nacional; e um produto pré-pago ainda mais flexível. A empresa ainda entregou novos agregadores à experiência do usuário, como a integração com a Amazon Alexa e o atendimento via Whatsapp.

Assim, a SKY inicia o ano convidando seus clientes a se divertirem com a operadora, conectando diferentes perfis de espectadores com a multiplicidade da programação e diversidade de serviços. Para 2020, traz uma comunicação focada em retratar cada vez mais a realidade do consumidor – a que será desdobrada de forma 360º por todas as frentes da empresa durante o ano.


Lei de proteção de dados: com a palavra, as empresas
Os erros e acertos de Sky, Fleury e OLX

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Quanto custa abrir uma franquia de varejo no Brasil?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS