Está em um momento de encruzilhada profissional?

Aqui vão 5 questões que podem ajudar a sair da inércia na carreira, com base em dicas de livros sobre aprimoramento profissional

Se o ano no Brasil realmente começa depois do Carnaval, então não tem mais como fugir: chegou a hora de se questionar sobre os próximos passos no trabalho em 2020. A Geração X, inclusive, é das que mais troca de emprego e segue em busca de propósitos de realização pessoal.

Se você está na turma dos insatisfeitos com aquilo que anda fazendo e chegou em um momento de encruzilhada – “fico no emprego que me paga bem ou tento algo novo?” – é hora de sair do plano das ideias e dar os primeiros passos para elucidar as dúvidas. Mas por onde começar, certo?

De olho nessas perguntas que não cansam de martelar na cabeça, seguem 5 questões que você pode fazer a si mesmo, baseado em ensinamentos de coachs de alta performance e livros de liderança. São os questionamentos básicos para entender melhor em qual lugar se está no amadurecimento profissional e um impulso para sair da inércia. Acompanhe!

Se pergunte: o que VOCÊ FAZ BEM?

Seja honesto consigo mesmo, sem exagerar nos talentos, mas também sem auto sabotar suas qualidades – algo que acabamos fazendo mais facilmente em momentos de insegurança. A lista pode conter todo tipo de atributo: se relacionar bem com as pessoas, ser ótimo em planilhas, capaz de criar mesmo sob pressão, gostar de organizar dados… E por aí vai. Essa lista também pode te ajudar a decidir no que se aprofundar para melhorar tal talento e fazer dele sua marca pessoal no momento. Todos somos bons em algo, basta encontrar o foco certo e ajustá-lo. Leia tudo junto para ver o que esses pontos fortes estão querendo te dizer.

Se pergunte: o que OS OUTROS RECONHECEM QUE FAÇO BEM?

Depois de se auto examinar, olhe adiante e anote o que as pessoas em torno sempre elogiam à respeito da sua personalidade ou de sua competência no trabalho. Liderança? Paciência? Agilidade nas tarefas? Você pode até fazer uma enquete com amigos próximos ou colegas com quem tem mais intimidade. Não tenha vergonha, se a ideia é chegar ao seu propósito para poder mudar de carreira, toda ajuda é bem-vinda.

Se pergunte: se eu pudesse ser ou fazer qualquer coisa no mundo, O QUE SERIA?

O exercício de imaginação ajuda a liberar desejos internos que acabamos escondendo por não acharmos “adequados”. Tirando o fato que praticamente todo ser humano gostaria de ser um “rockstar” (mais pela badalação do que pela produção musical, é claro), que outras coisas te interessam? Você pode começar pensando sobre seus hobbies ou aquilo que faz quando executa um trabalho voluntário. Às vezes, curtir bastante alguma coisa não significa que essa será sua profissão de verdade, como alguém que ama praticar esportes, por exemplo, mas jamais seria um esportista. Trabalhar no mercado esportivo – e aí as possibilidades são muitas – é algo que pode aproximar a pessoa daquilo que ela tem bastante interesse.

Se pergunte: qual é o RETORNO QUE TEREI COM ESSA ESCOLHA?

Se não conhece bem o campo profissional para o qual pretende rumar, faça mais pesquisas, converse com gente que está na área. É importante lembrar que, de certa forma, somos sempre iniciantes em alguma coisa, principalmente com a rapidez dos avanços tecnológicos. O saber só vale quando aplicado de fato, então na lista de prós e contras dos próximos passos é bacana entender que a mudança trará um período de desconforto inicial, mas que pode ser substituída pelo prazer de estar em busca de algo que faz sentido para você. Oriente-se, mais uma vez, por aquilo que te desperta vontade e que te dá resultados visíveis (prêmios, elogios verdadeiros, reconhecimento…).

 Se pergunte: como POSSO MELHORAR O QUE SEI?

Identificou sua potencialidade? Então hora de ajustar o foco e lapidar o conhecimento para poder se destacar mais. Desenvolver seu talento é o caminho mais rápido para fazer as pazes com o propósito e, portanto, se sentir realizado. Seja curioso, explore coisas novas. “Vejo milhões de pessoas todos os dias fazendo algo que não gostam e me perguntando por que não são um sucesso”, diz o escritor norte-americano John C. Maxwell, autor de uma dezena de livros de gestão, carreira e performance profissional, sobre busca de propósito profissional na vida. Escritor de livros como Os 5 Níveis da Liderança e Como Pensam as Pessoas Bem-Sucedidas, seus imputs servem de base para as perguntas sugeridas nesta reportagem.

Quer mudar de carreira em 2020? Veja 5 dicas fundamentais para dar este passo
LinkedIn revela quais serão as 15 profissões do futuro
Lista de profissões emergentes em 2020 reflete mercado de dados aquecido






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS